web analytics

Marketing de Conteúdo e SEO

Por muito tempo, trabalhar o SEO de um site era descobrir como os algoritmos do Google funcionavam e manipulá-los a seu favor. Já até alertamos nosso leitores quanto aos analistas de SEO fajutos que prometem soluções milagrosas para subir algumas posições no ranking dos buscadores, mas já estamos cansados de saber que não existe fórmula mágica para isso.

Ao mesmo tempo, criou-se a cultura de que não é mais necessário focar em SEO; basta criar um site com conteúdo interessante, e o tráfego virá naturalmente. Muitas empresas se contentam com um perfil no Facebook para divulgação, e acreditam já fazer o suficiente para manter os visitantes de seus sites.

A realidade pode ser um pouco mais complexa do que se imagina, apesar de não apresentar nenhum segredo mirabolante, quando analisada com cuidado. E é isso que faremos agora.

Para iniciar a publicação de hoje, lançamos a seguinte pergunta: quão notável é seu site?

Após responder essa pergunta, pense no seguinte: quão engajados são os usuários que acessam sua página na Internet?

 

Artigos de SEO

 

Técnicas antigas x técnicas novas.

“SEO mudou”. É muito comum ler ou ouvir algo do tipo por parte de especialistas no assunto, e realmente não se pode negar que as práticas para otimização de sites apresentaram mudanças. Mas será que nenhuma das técnicas antigas pode ser levada em consideração? Será que devo mesmo esquecer tudo que fazia anteriormente e encontrar outra maneira de desenvolver meu SEO?

Focando mais na notabilidade de seu site e na facilidade de localizá-lo numa pesquisa no Google, é válido falar que as técnicas antigas ainda funcionam para SEO. Isso significa que o uso de palavras-chave específicas e gerais, URLs amigáveis e navegação simples e eficaz ainda faz toda a diferença no momento em que os algoritmos do Google são colocados em ação para analisar seu site.

Mas de nada adianta atrair novos usuários e não conseguir torna-los frequentadores assíduos de sua página. Foi aí que o marketing de conteúdo ganhou espaço.

 

Promover sem promover.

A expressão acima é constantemente utilizada quando falamos em marketing de conteúdo. Acredita-se que a adição de um conteúdo relevante ao site é importante, pois o usuário cria uma identidade emocional com sua página e se lembrará dela. Se você praticar o marketing do conteúdo do jeito correto, ou seja, incitando a participação de sua comunidade, publicando novos conteúdos em períodos determinados e escrevendo sobre os assuntos que sua audiência deseja saber, você conseguirá construir um público que não apenas frequentará seu site assiduamente, como também ganhará seguidores fieis que ajudarão na divulgação boca a boca, que nada mais é do que compartilhamento nas redes sociais e indicação para amigos.

Logo, apresentamos dois extremos de uma mesma vertente: o SEO e o marketing de conteúdo. Muitos pensam que um anula o outro, ou seja, se eu pratico SEO do jeito certo, não preciso me preocupar com marketing de conteúdo, ao mesmo ponto que, se eu publico conteúdos interessantes em meu site, não preciso me preocupar com os mecanismos de busca porque terei uma posição alta no ranking dos buscadores naturalmente.

Será que isso realmente procede? Bem, não exatamente!

 

O ideal é o equilíbrio!

Vamos analisar a questão sobre duas perspectivas: a dos analistas SEO e dos escritores focados em marketing de conteúdo.

Os primeiros vão se preocupar unicamente com os algoritmos do Google. Numa outra época, era possível identifica-los e trabalhar o site de maneira com que as análises do Google favorecessem a página. Com as mudanças nos algoritmos, a fim de prevenir contra spam e a preferência por páginas seguras, abriu-se um espaço para os escritores especializados em marketing de conteúdo se preocuparem unicamente com o conteúdo do site, sem um pensamento estratégico quanto a público-alvo e aquele “agrado” sempre bem vindo aos algoritmos dos mecanismos de busca.

Consegue perceber onde queremos chegar? De um lado, temos um site bem posicionado no Google, porém sem usuários engajados, enquanto do outro temos uma audiência fiel devido à qualidade do conteúdo, porém com uma divulgação pífia e uma dificuldade extrema em conseguir conquistar novos terrenos.

Logo, repetimos aqui: o ideal é o equilíbrio! As práticas SEO devem continuar, porém o marketing de conteúdo ainda deve ser priorizado, com textos de qualidade e relevância.

Como encontrar o equilíbrio?

Elaboramos um passo-a-passo simples de ser seguido e que poderá ajuda-lo a se situar nessa verdadeira guerra silenciosa que existe entre SEO e marketing de conteúdo.

SEO continua sendo um dos elementos de maior importância em um site, e deve ser trabalhado como tal. O marketing de conteúdo em nada deve afetar as estratégias na otimização de sites, assim como essas estratégias não podem influenciar na qualidade de seus textos. Mantenha esses princípios em mente, e conseguirá manter SEO e marketing de conteúdo devidamente equilibrados.

Continue ligado no Dicas de Hospedagem para mais informações sobre boas práticas de SEO e marketing de conteúdo!



Você também vai gostar de:

Share This