web analytics

O que você deve colocar na sua homepage?

A homepage é uma das páginas mais importantes do website. É com ela que podemos fisgar o visitante casual e torná-lo um seguidor fiel. Com isso em mente, pensamos em algumas estratégias para tornar a homepage mais atrativa para o público…

… mas foi aí que percebemos: como as exigências do público mudaram! Dependendo do ângulo em que analisarmos essas mudanças, veremos que a homepage até perdeu parte da importância que um dia teve, o que faz as primeiras frases dessa publicação perderem parte de seu sentido.

Logo, sobre o que falaremos nesse artigo? Bem, homepages ainda tem sua importância – e, quer queira, quer não, ainda é a página mais acessada do site. Logo, por mais que algumas mudanças tenham ocorrido, não podemos deixar de nos preocupar com as homepages.

Para prosseguir, começaremos mostrando como as homepages dos sites criados há alguns anos atrás eram. Em seguida, falaremos das novas exigências dos usuários que culminam inevitavelmente numa revisão do conceito do que é ideal para uma homepage. Com esses conceitos em mente, é possível traçar um paralelo para finalmente definir o que irá satisfazer seu público.

Vamos lá?

 

 

Como eram as homepages?

 

As homepages sempre foram a porta de entrada para os sites, sejam eles de pequeno, médio ou grande porte. Sendo assim, sempre foi de praxe colocar “um pouco disso e um pouco daquilo” nas páginas iniciais. A intenção aqui era promover todas as seções do site e, com isso, fazer com que o usuário compreendesse cada aspecto do mesmo. Uma prática muito comum na época era colocar um “mapa do site” diretamente na homepage.

Como a ideia de promover várias seções do site gerava diversos links, era comum utilizar também diversas palavras-chave na homepage. Dessa maneira, ela seria mais fácil de localizar nos principais buscadores. Além disso, os administradores sempre usavam muitos textos para explicar as seções e o site como um todo com a intenção de incrementar o crescimento do SEO com base em termos e frases específicas.

Artigos de SEO

O site todo era divulgado na homepage… 

…o que atraía diversos perfis de usuários. Independente do objetivo do público, qualquer parcela ou pequena porção de tráfico obtida pelo site devia ser bem aproveitada. Sendo assim, a homepage tentava captar o máximo possível de usuários, muitas vezes sem ter traçado um objetivo ou uma estratégia que trouxesse de fato algum benefício para a página – já que o tráfego casual é instável e dificilmente pode-se depender dele.

Exemplo de homepage antiga

Por fim, a ideia de manter a página estática era muito comum. Barras de rolagem para quê? Para os administradores, páginas muito longas e que exigissem o uso contínuo da barra de rolagem poderiam prejudicar a experiência de navegação do usuário e, por isso, o objetivo sempre foi criar algo compacto.

Imagine agora algo compacto, porém cheio de textos, propagandas, links e objetivando atrair todo e qualquer usuário que acessasse casualmente o site? Não é nem preciso dizer o quão nocivo isso era para o website…

 

 

Foi preciso mudar – e o que mudou?

 

Por mais contraditório que o antigo modelo fosse, ele funcionou por um bom tempo. O perfil do usuário da Internet, entretanto, mudou com a adição de novas tecnologias e a popularização das redes sociais. O público agora quer algo breve, sucinto e efetivo. Como suprir essa nova necessidade?

A ideia de promover todas as áreas do site foi abandonada

Agora, basta focar na principal seção do site e se concentrar em sua divulgação. Dessa forma, você terá a certeza de que atrairá o público que considera válido, enquanto esse mesmo público sentirá que seu site possui um modelo ideal para visualização e conhecimento posterior da empresa.

Consequentemente, as palavras-chave foram enxugando cada vez mais. Se o desejo é atrair um determinado público, é preciso saber como eles fazem as pesquisas – e se certificar de utilizar palavras-chave e termos que coloquem seu site como resultado das buscas.

O conteúdo visual também se popularizou. Com o uso constante de conexão banda larga e a estabilidade cada vez maior do 3G e da conexão wi fi dos tablets e smartphones, ficou muito mais fácil e prático assistir um vídeo ou carregar uma imagem que explique com a mesma eficácia o que um texto de dez ou quinze linhas faz. Isso quebra também o conceito estático das homepages. Como os navegadores se redimensionam nos dispositivos móveis, a utilização das barras de rolagem tornou-se comum – a única preocupação aqui é a de manter a homepage atrativa, do norte ao sul da barra de rolagem.

Como consequência de todos os pontos listados acima, ficou mais fácil definir um perfil de usuário que possui o potencial de se tornar um cliente. Com base nessa informação, identificar sua necessidade e supri-la satisfatoriamente é mais do que o diferencial – é o mínimo que seu site precisa atingir para se destacar.

 

 

As redes sociais e as homepages

 

Os usuários compartilham links pelas redes sociais com frequência. Esses links muitas vezes levam os visitantes a uma área específica de um site, ou seja, o conteúdo é acessado diretamente, sem o intermédio da homepage. É por isso que nos referimos à perda da importância que a homepage antes possuía. Mas não pense que o investimento na construção da mesma é perda de tempo! Possuir uma página inicial atrativa é essencial para qualquer website.

 

 

Um bom exemplo de homepage

 

Para manter o estilo clássico, coloque o banner com o nome da empresa no topo da homepage. Abaixo, utilize algum recurso visual que explique do que se trata a empresa. Destaque os principais produtos e serviços. A brevidade aqui é apreciada, mas não deixe de fora as informações que considerar importantes!

O restante da homepage pode ter algumas seções interativas, como uma F.A.Q. ou depoimentos de clientes que já tiveram alguma experiência com sua empresa (ou, quem sabe, as duas coisas). A opinião de um cliente é sempre crucial para a captação de novos clientes.

O que eu devo colocar na minha homepage?

Por último, mas não menos importante, dedique uma parte da homepage para as CTAs (Call To Actions). Identifique algumas necessidades primárias do publico e descreve um passo a passo de como resolvê-las satisfatoriamente em seu website. Todo conteúdo que leva o usuário a realizar uma ação específica, como visitar uma determina seção do site, baixar um software ou preencher um formulário é sempre válido!

O que achou da mudança das homepages? Seu site já passou por essa reformulação? Considera isso necessário?

Não deixe de participar do Dicas de Hospedagem através da seção de comentários! 

 

 

[Via Moz]

 



Você também vai gostar de:

Share This