web analytics

Facebook Dicas de Hospedagem

É fato que as mídias sociais vieram para ficar. Não só o número crescente de usuários comprova isso, como as estratégias de marketing que são formuladas através delas. Os mais variados perfis de empresas e meios de comunicação já se renderam às mídias sociais. O Burger King utilizou o Facebook para combinar um “dia sem competição” com empresas concorrentes, enquanto a Microsoft divulga o novo Windows 10 para seu público. No meio disso, até um programa de TV aberta, o Masterchef, exibe um contador que mostra o número de tweets que foram realizados mencionando o programa.

Os exemplos acima reforçam a importância das redes sociais. Logo, criou-se a ideia de que elas são indispensáveis para o sucesso de qualquer empresa, devido à eficácia em estabelecer e manter contato com o público. Existe até profissionais que se dedicam apenas à administração de um perfil numa determinada rede social, enquanto diversas empresas quebram a cabeça para formular boas práticas utilizando as mídias sociais.

Com esse pensamento em mente, lançamos a seguinte pergunta: será que as redes sociais são mesmo indispensáveis para seu negócio?

 

 

Compreendendo a relação entre mídias sociais x empresas.

 

O primeiro problema que podemos notar nas mídias sociais é a variedade delas. Na realidade, isso não é bem um problema, mas pode se tornar, caso a empresa escolha uma rede social que não se adequa ao seu perfil.

Contabilizando apenas as principais, temos o Facebook, o G+ e o Twitter. Dependendo de como encararmos, até mesmo o Instagram ou o Youtube podem ser considerados redes sociais, já que os usuários podem publicar conteúdos e serem alvos de comentários por parte do público.

São diversos sites diferentes, com propostas diferentes e que atendem necessidades diferentes – e, ainda assim, encontramos usuários que possuem contas no Facebook, no Youtube e no Twitter, por exemplo. Logo, a tendência é que as empresas criem perfis nas principais redes sociais, a fim de conquistar uma audiência maior.

Essa pode ser considerada uma decisão sábia?

Bem, depende… Mas vamos explorar melhor esse assunto a seguir.

 

 

O que não fazer nas redes sociais?

 

– Copiar a estratégia de outra empresa: nem sempre, a realidade de uma empresa é a mesma que a sua. Aliás, quase nunca é. Se uma estratégia está dando certo para a empresa x, não significa que dará certo também para a empresa y. Tudo depende do nicho e do público.

– Administrar mais redes sociais do que seu tempo permite: você precisa fazer uma nova postagem no Facebook, publicar uma foto no Instagram, tweetar e fazer upload de um vídeo institucional no Youtube. Precisa também ficar atento ao impacto que esses conteúdos geram em seu público e como eles respondem. Será que você tem tempo disponível para fazer tudo isso? Caso a resposta seja não, talvez seja interessante compreender seu publico e optar pela rede social que se adequa a ele.

– Não pensar em estratégias: publicar conteúdos sem planejar não trará resultados. É preciso traçar um objetivo e entender como o conteúdo poderá ajuda-lo a alcançar o que almeja.

 

 

Como as redes sociais podem não ser úteis?

 

Imaginar que as mídias sociais podem não ter utilidade a alguma empresa parece ser coisa de outro mundo, não é? Bem, isso pode mesmo acontecer… Quer um exemplo prático que ilustra bem essa situação?

Vamos supor que uma livraria que acabou de abrir as portas deseja iniciar sua divulgação. Ela não faz entregas para todo o Brasil e pretende atender apenas o publico regional. Logo, será que criar um perfil numa rede social, que tem alcance a nível mundo, é ideal? E se, ao invés disso, a livraria em questão usasse o dinheiro disponível para distribuir flyers, ou comprar um espaço no jornal local para propaganda? O publico alvo teria acesso à informação e a mensagem seria mais bem propagada.

Talvez, em algum momento, as redes sociais sejam de alguma serventia para essa livraria, mas não no momento atual. Compreende como esse tipo de variação pode impactar as estratégias de marketing?

 

 

Utilizando as redes sociais do jeito certo.

 

Se as mídias sociais podem ajudar sua empresa a se desenvolver, veja quais são as boas práticas para conquistar espaço e cativar seu público.

– Seja claro e consistente: não permita que sua mensagem tenha outras interpretações além da desejada. Se certifique de que a linguagem escolhida é apropriada e defina uma periodicidade para compartilhar novos conteúdos. Dessa maneira, você protege sua marca e seu publico se acostuma a seu ritmo e sabe quando serão publicadas novas informações em seu perfil.

– Converse com o seu nicho de mercado: isso envolve desde a escolha da mídia social ideal até o conteúdo das publicações em si. Você está atingido a audiência que deseja? Como ela está reagindo? É com base nisso que você poderá definir se suas estratégias estão sendo efetivas ou não.

– Seja diferente: a Internet é vasta. Conteúdos similares podem ser encontrados nos mais variados lugares, mas a maneira com que ele é passado pode mudar. Logo, tente ser único e diferente dos demais. Isso auxiliará com a formação de sua imagem e você será lembrado mais facilmente.

Você possui um perfil em alguma rede social? Quais foram os critérios para escolher a rede social em questão? Caso não utilize as mídias sociais, acredita que elas fazem falta, ou seu negócio está indo bem mesmo sem o auxílio delas?

Não deixe de compartilhar sua opinião com a comunidade do Dicas de Hospedagem através da seção de comentários!



Você também vai gostar de:

Share This