web analytics

O título já diz tudo: ‘mídia’ e ‘social’ – você está preparado para fazer uso dos dois de forma vantajosa? Você sabe como controlar estes dois aspectos? O que você faz quando ambos fogem do seu controle? Não importa se você mesmo gerencia as mídias sociais para sua marca ou delega a alguém, você precisa saber o que é dito por você, sobre você e para você. Um escorregão e alguma coisa negativa sobre você ou sua marca podem ficar às vistas para sempre!

 

As pessoas lembram o pior

O conteúdo vai e vem nas redes sociais, mas o que sempre fica na memória são as polêmicas. E, pior, tudo o que de negativo emergiu durante essas guerras virtuais. Por isso, saber gerenciar essas crises é essencial para proteger sua marca nas mídias sociais.

Quando você publica uma opinião sobre algo, seja através de um artigo do seu blog, um post no Facebook ou um tweet, você convida os leitores a comentarem ou responderem. Por isso é importante ter cautela e medir cuidadosamente o que se vai publicar, optando pela rota da prudência antes de tudo.

Um exemplo claro é a recente polêmica causada pelo conhecido empresário americado Donald Trump durante as eleições daquele país. Ao publicar opiniões que geraram controvérsia a respeito das políticas de um dos candidatos, Trump manchou sua reputação pessoal de uma forma que provavelmente não será mais esquecida.

A lição a aprender é que todo cuidado é pouco quando se faz declarações sobre assuntos delicados, como política e religião. Sua marca, aliás, não deveria se pronunciar sobre temas potencialmente polêmicos, porque isso geralmente não faz parte do núcleo de atuação da maioria dos negócios.

 

Quando alguém fala por você

Muitos negócios têm descoberto também que deixam que os outros falem por si pode causar o mesmo tipo de dano à reputação. No Reino Unido, por exemplo, o responsável pelo Twitter de uma loja de móveis acreditava ter encontrado o ‘segredo’ para ser visto por todos: usar as hashtags em evidência no dia para colocar seus tweets em destaque nas buscas. O resultado? Um amontoado de mensagens com hashtags que não tinham nada a ver com o conteúdo, e usuários descontentes com a nova forma de spam 

Outro caso é o de Gloria Huang, que gerenciava a conta de Twitter da Cruz Vermelha americana. Pensando estar postando em sua conta pessoal, ela acabou publicando na conta da entidade que ficaria bêbada com um amigo. Mesmo que o tweet tenha sido removido rapidamente, o dano certamente durou mais tempo, levando em conta o alcance dos 400 mil seguidores da conta.

 

Quando você pode descansar?

A resposta é, infelizmente, nunca. A vigilância é parte das mídias sociais, e as mídias sociais são parte dos negócios. Não importa se você é uma grande corporação, uma pequena loja ou um freelancer – você precisa preocupar-se com sua reputação. Parte do marketing social é constantemente verificar o que você está publicando e como isso está sendo recebido. Uma parte importante das mídias sociais é justamente ser social, e isso inclui o respeito às regras gerais de boas maneiras e decoro. Esconder-se por detrás de um perfil anônimo para dizer o que quer é coisa de trolls e gamers. Nos negócios, o comportamento profissional e a transparência são o que há de mais importante. 

Não deixe de ler, por fim, nosso pequeno artigo sobre como usar o Facebook como ferramenta de marketing. É mais um passo para o gerenciamento de sua marca (profissional ou pessoal) nas mídias!

Extra: confira, abaixo, um infográfico criado pela aytm sobre branding na era das mídias sociais (em inglês):

Infográfico: branding na era das mídias sociais



Você também vai gostar de:

Share This