web analytics

Perda de tráfego de visitantes

A pergunta que intitula essa publicação pode surpreender algumas pessoas. Como é que meu site, que foi criado para divulgar minha empresa, bem como meus produtos e serviços, pode afastar o público?

Acredite: isso é possível. Se não for tomado o devido cuidado com alguns quesitos que envolvem a criação e o desenvolvimento da página, os usuários podem ser compelidos a não acessarem o site e até mesmo os mecanismos de busca podem rebaixá-lo nos resultados das pesquisas realizadas pelos internautas.

Basicamente, a Internet evolui constante e rapidamente, e é preciso acompanhá-la para manter-se relevante. Se não estiver satisfeito, o usuário pode simplesmente acessar outra página que oferece um conteúdo semelhante ao seu.

Mas o que pode afastar o público? Como trabalhar esses elementos e, assim, evita-los? Descubra a seguir!

 

 

Desempenho e funcionalidade.

 

Vamos começar falando sobre dois aspectos que afetam diretamente a experiência de navegação do usuário.

Quanto ao desempenho, podemos ressaltar a importância do rápido carregamento das informações. Na era em que nos encontramos, as pessoas estão com cada vez menos tempo – e paciência – para esperar pelo carregamento de uma nova página. Logo, se o tempo para essa ação não estiver de acordo com as expectativas do usuário, as chances de ele não voltar a visitar o site aumentam exponencialmente. Por isso, é importante verificar constantemente se a velocidade com que sua página carrega é satisfatória.

Ainda sobre o carregamento da página, não podemos deixar de falar sobre a funcionalidade. Cada vez mais, as pessoas acessam a Internet por dispositivos móveis, como smartphones e tablets. Logo, quando elas tentam entrar em um site e não há compatibilidade com dispositivos móveis, a tendência é que a página carregue fora de tabela, com alguns elementos indisponíveis ou fora de seu devido lugar.

Ou seja, se seu site não for responsivo, deixará de oferecer conteúdo para uma gama gigantesca de pessoas que optam por acessar a Internet por dispositivos móveis. Se algum site concorrente oferecer esse diferencial – que pouco a pouco, deixa de ser diferencial e passa a ser quase uma obrigatoriedade –, os usuários terão preferência por ele.

Ok, temos aqui os primeiros elementos que podem afastar o público: carregamento lento e incompatibilidade com dispositivos móveis. Mas… será que existem outros aspectos do site que podem atrapalhar a experiência de navegação?

A resposta é: sim. E esses aspectos tem relação direta com o design da página.

 

 

Design.

 

A utilização de elementos gráficos é interessante e válida, pois ajuda a estabelecer uma relação emocional entre o usuário e o site. Entretanto, muitas vezes os próprios elementos gráficos podem afastar um usuário.

Temos, por exemplo, o Flash. Esse programa permite a criação de diversas animações e, por isso, é muito utilizado pelos desenvolvedores. Muitos não sabem, porém, que o Flash não carrega em dispositivos móveis. Sendo assim, diversos elementos que foram colocados para atrair a atenção de um usuário sequer carregarão num celular ou tablet. Lembre-se de adaptar o visual da página quando criar a versão móvel de seu site.

Outro conteúdo visual que pode atrapalhar são as imagens. Não nos referimos a imagens em geral, e sim a algumas fotos que são exaustivamente utilizadas em diversas páginas e, por isso, já são conhecidas do publico. Se você optar por alguma dessas imagens na montagem de seu site, poderá passar uma impressão de amadorismo e até mesmo falta de criatividade e recursos. Pense na originalidade de seu conteúdo, bem como na qualidade agregada nele.

O excesso de informações também prejudica, e muitos podem pensar que não cometem esse tipo de erro. Entretanto, você já parou para pensar se sua homepage direciona corretamente o usuário para onde deseja ir? Será que os links estão devidamente ordenados e o conteúdo é facilmente visualizado? É quando tentamos chamar a atenção do publico que podemos cometer esse tipo de erro. Pense que, no caso de um site, menos é mais. Logo, quanto mais objetivo você for, mais rápido um usuário se identificará com sua página.

 

 

Palavras-chave.

 

Esse fator não altera a experiência de navegação, mas pode atrapalhar o SEO de seu site – o que significa menos visibilidade nos mecanismos de busca e, como consequência, menos acessos.

Antes, era normal codificar um site com uma verdadeira torre de palavras-chaves. Isso era entendido como uma maneira de fidelizar ou captar novos públicos. Com a adequação do marketing de conteúdo, os parâmetros de busca contam cada vez mais a conexão que o publico tem com sua página do que com o publico que seu site potencialmente reunirá. Isso é uma consequência da desautomatização dos mecanismos de busca e da adoção cada vez maior de algoritmos que analisam meticulosamente todos os elementos que compõem o site, desde a velocidade com que as informações são carregadas até a segurança de acesso.

Você imaginava que o tráfego de seu site poderia ser impactado por tantos fatores? Como é que você lida com cada um deles diariamente? Você já teve que realizar alguma alteração em sua página devido à queda de acessos? Não deixe de compartilhar sua experiência com a comunidade do Dicas de Hospedagem através da seção de comentários!



Você também vai gostar de:

Share This