web analytics

sem-motivacao-para-blogar

Quando damos o pontapé inicial num blog pessoal ou começamos a trabalhar com marketing de conteúdo, é possível notar uma excitação típica de pessoas envolvidas com projetos em fase inicial. Temos muito para falar, muito a alcançar. É toda um audiência ávida por nos ouvir e interagir conosco, certo?

Após algumas postagens, porém, vemos que a realidade não é bem assim. Muitos blogs estão disponíveis na rede. Muitos sites colocaram o marketing de conteúdo em prática. Destacar-se nesse meio pode ser complicado. Diante dos primeiros obstáculos, muitos perdem a inspiração para continuar a escrever; outros acabam esgotando rapidamente os assuntos que gostam de tratar e encontram dificuldades em formular novos temas.

O blog ou site, inevitavelmente, é prejudicado por tudo isso e acaba encontrando seu fim precocemente.

Para modificar essa triste realidade, o Dicas de Hospedagem dedica a publicação de hoje para falar sobre o fator motivacional na arte de blogar. Traremos algumas técnicas e estratégias para recuperar a motivação – ou, então, manter-se firme e determinado diante das adversidades acarretadas por uma página em estágio inicial.

Vamos lá?

 

Por que estou fazendo isso?

Está sem inspiração? Então responda para si mesmo a seguinte pergunta: “por que estou fazendo isso?”. Esse é o primeiro passo para justificar o porquê de você escrever. Com base em sua resposta, tente definir uma linha de raciocínio que faça sentido para você e para o público. Veja alguns exemplos:

  • escrevo para compartilhar histórias pessoais com o intuito de melhorar o mundo?
  • desejo educar pessoas sobre temas que conheço?
  • tento encontrar alternativas para me desenvolver, pessoal e profissionalmente, enquanto impacto todo um segmento?

Com essa reflexão, é possível determinar com mais facilidade sobre o que escrever – e, principalmente, encontrar um equilíbrio entre o que você quer escrever e o que seu público deseja ler.

Mas escrever exige técnica. Se você aborda um tema relevante, porém encontra problemas em escrever ou em encontrar uma linguagem efetiva, não terá seu texto lido. As pessoas deixarão de acessar seu blog/site e todo o tráfego conquistado no início se perderá. Encontrar seu próprio estilo é vital, além de buscar sempre a fluidez no texto. Nada de termos técnicos se você deseja utilizar um tom mais informal. Se estiver se comunicando com uma audiência especializada, certifique-se da propriedade contida em seu texto e na maneira ideal de passa-lo para o público.

Frequência também é importante. Se você esperar pela inspiração sempre que precisar postar, pode acabar publicando textos aleatoriamente, e seu público não conseguirá identificar quando seu site apresentará um conteúdo novo. Sem esse tipo de acompanhamento, a página torna-se dependente do fluxo casual, usuários não-recorrentes que esbarraram acidentalmente com seu site e talvez não possuam qualquer conexão com ele.

Defina: terei um post novo a cada quinze dias. Ou então semanalmente, todas as terças. Ou até mensalmente, todo dia 25. Esse tipo de decisão deve ser tomada pensando no atingimento do público também, mas o mais importante nisso tudo é o esforço em manter a frequência de postagens após esta ser definida.

 

Se aperfeiçoando.

A arte de blogar leva tempo para ser dominada – se é que ela algum dia pode ser dominada. Uma das maneiras de fazê-lo é situar suas vitórias, as boas práticas que deram certo, e analisar porque elas deram certo. Por exemplo: na semana passada, seu blog teve um fluxo de internautas 10% acima da média. O que será que aconteceu? Será que a página foi citada por outro site maior? Ou então um novo conteúdo foi postado e ele apeteceu a audiência?

É importante tomar o devido cuidado para não se acomodar diante dos primeiros sinais de sucesso, mas é tão importante quanto dar atenção para o que está dando certo – e se parabenizar por esse feito.

O aperfeiçoamento na administração do conteúdo de um blog ou site envolve também a parte técnica; quais tipos de conteúdo multimídia o site permite? Quais fontes você tem disponíveis? Existe alguma maneira de divulgar uma nova publicação? O novo plugin que você instalou está funcionando corretamente, ou encontra-se em conflito com outra aplicação?

Se você não sabe responder essas perguntas, significa que não conhece sua página como deveria – e, se desconhece a maneira que seu site funciona, como deseja que os usuários o conheçam? Interessar-se por todos os aspectos do site é essencial para evitar que ele o desanime.

Percebe que todos os pontos abordados aqui fazem parte do mesmo fluxo? O desenvolvimento traz resultados para o site, e o aperfeiçoamento evite que o tráfego conquistado desapareça. Mantendo esses dois extremos próximos, a possibilidade de sucesso aumenta exponencialmente.

Você possui um blog ou site? Como está o desenvolvimento do conteúdo do mesmo? Quais foram os percalços que você já encontrou enquanto blogava? Não deixe de compartilhar suas experiências com a comunidade do Dicas de Hospedagem através da seção de comentários!



Você também vai gostar de:

Share This