web analytics

Quando é o momento de mudar de empresa de hospedagem?

A resposta para a pergunta que intitula essa publicação pode parecer bem óbvia. O momento ideal para mudar de empresa de hospedagem é quando o site cresce e os serviços oferecidos pela empresa atual não satisfazem mais as necessidades do mesmo. Em parte, isso faz sentido, mas não é tudo. Muitas vezes, a mudança da sua atual empresa de hospedagem para uma outra pode parecer oportuna, mas representa um erro que tem o potencial de prejudicar o site.

Veja os artigos relacionados que já publicamos aqui:

Outros elementos devem ser considerados antes da mudança, e é justamente disso que falaremos agora.

 

Mudar de empresa de hospedagem de sites

 

Os primeiros passos para mudar de empresa de hospedagem

 

“É claro que o primeiro passo é transferir as configurações do servidor atual para o novo servidor. Não se mexe em time que está ganhando”.

Não tão rápido! Lembre-se que suas configurações atuais têm como base o que o servidor atual suporta. Como o site será migrado para um servidor melhor, aproveite para explorar as novas utilidades e ferramentas. Obviamente, essas escolhas deverão ser feitas após a análise do que seu site precisa e de como as propriedades do novo servidor se encaixam.

Algumas coisas, entretanto, podem ser mantidas. Copiar o EasyApache e as configurações do PHP pode ser uma boa pedida. Para o Apache, basta copiar o conteúdo presente em

/var/cpanel/easy/apache/profile/_last_success.yaml (servidor antigo) para substituir em /var/cpanel/easy/apache/profile/custom/original_server.yaml (novo servidor).

Quanto à configuração do MYSQL, é preciso ter uma base de quantas pessoas acessam o site e quão gradativo foi o aumento de acessos. O programa mysqltuner pode ajuda-lo recomendando as configurações ideais.

Outros elementos podem ser simplesmente replicados, como ACLs customizáveis e o idioma disponibilizado na interface do painel de controle (nesse caso, as fontes são baixadas no formato XML através do Locales). No caso de outras dúvidas, a equipe de suporte técnico do cPanel poderá ajuda-lo. Não se esqueça de sempre manter seu backup atualizado!

 

 

Testando as mudanças

 

Muito foi modificado e muito foi mantido. Após encerrar a transição entre servidores, faça testes para se certificar de que não há nenhum erro de configuração. O interessante é testar páginas do site com configurações semelhantes, pois os erros que poderão surgir provavelmente terão soluções parecidas.

A parte mais simples da migração para uma nova empresa de hospedagem é a transferência de contas. Ela é feita através da ferramenta do cPanel WHM Transfer. Sendo assim, os dados do site, bancos de dados, contas de e-mail, contas ftp, dentre outros, são aplicados diretamente no novo servidor automaticamente. Para fazer esse procedimento, basta entrar na interface do WHM Transfer no novo servidor, conectar ao servidor antigo e selecionar uma conta para realizar a transferência.

Para testar o servidor, defina sua estação de trabalho. É a partir dela que o IP será originado, logo todas as solicitações serão enviadas para ele e através dele. Com o domínio definido, o navegador poderá acessar o site e, com isso, os problemas existentes na configuração do servidor serão exibidos. Se você seguiu o passo a passo descrito acima, restarão pouquíssimos erros para consertar.

Assim que você definir o espaço para acomodar o site, é preciso se concentrar nas atualizações DNS.

 

 

Atualizações DNS – como elas afetam o novo servidor?

 

Os problemas mais comuns causados pelas atualizações DNS envolvem dados dinâmicos, ou seja, banco de dados, e-mail e o upload do site. Isso pode causar problemas de sincronização, gerando, como consequência, o mau funcionamento de todas as áreas do site que dependem dos dados dinâmicos. Logo, segue abaixo um passo a passo de como impedir que as atualizações DNS atrapalhem a migração para o novo servidor.

Primeiramente, reduza o TTL. Ele alerta os caches do DNS que geram as atualizações. Pense num valor próximo de 300, que é o mínimo (mas, dependendo do servidor, o valor mínimo pode ser superior a 300). Feito isso, é preciso atenuar o número de pessoas enviando dados dinâmicos para o novo servidor.

Para o e-mail: durante a migração de contas, adicione um MX secundário para redirecionar para o servidor atual as mensagens recebidas no antigo servidor.

Para o banco de dados e o upload do site: suspenda as contas de upload até que a migração seja finalizada. Para fazê-lo, basta acessar o Manage Account Suspension na ferramenta WHM do cPanel.  Quanto ao banco de dados, ele pode ser importado através do MySQL.

É isso! Com essa preparação, a tão temida mudança de empresa de hospedagem de sites ocorrerá com mais segurança e menos trabalho. A possibilidade de erros diminuirá consideravelmente e, logo, você poderá aproveitar todas as vantagens que os planos premium das empresas de hospedagem tem a oferecer.

Algum parecer sobre a publicação? Participe nos comentários!

 



Você também vai gostar de:

Share This