web analytics

Se você é um leitor assíduo do Dicas de Hospedagem e possui um blog, já deve ter lido nossas publicações sobre como construir e expandir a comunidade em seu blog ou como desenvolver o marketing de conteúdo e promover sem promover. Se mantiver o bom trabalho e estabelecer boas relações e parcerias, a possibilidade de crescimento de seu blog acentua-se consideravelmente. Logo, o tempo dedicado à manutenção do blog aumentará, e as atividades que o envolvem ficarão cada vez mais trabalhosas.

Isso ocorre porque o número de usuários acessando, compartilhando e comentando sem seu blog cresce – e isso só comprova como o foco e a dedicação rendem bons frutos. E se, num futuro próximo, seu blog tornar-se rentável? Você estará pronto para trabalhar em seu blog em tempo integral? Quais os desafios essa mudança traz consigo? Talvez, num primeiro momento, as principais preocupações sejam as seguintes:

  • o não conhecimento de suas próprias limitações, o que pode leva-lo a exaustão.
  • perder-se em meio a tantas tarefas acarretadas por um blog de sucesso.
  • ausência de ferramentas e técnicas para auxiliá-lo nesta recente rotina como blogger em tempo integral.

Trabalhando com blogs

Você possui o necessário para se dedicar integralmente ao blog?

 

Comecemos a falar sobre as técnicas. Felizmente, é possível aprendê-las. Basta incorporar o processo de aprendizagem como parte de sua rotina. Desvende novas ferramentas, conheça a maneira mais eficaz de utilizá-las e, principalmente, estude o que os outros blogs, sendo ou não do mesmo segmento que o seu, fazem para manterem-se no topo. Talvez, eles coloquem em prática algo que você ainda não considerou.

Lembre-se, porém, de não ultrapassar seus próprios limites. Como dissemos acima, podemos nos perder com o blog porque há muito que fazer, e isso pode gerar a exaustão. Se as atividades do blog atrapalham seu bem estar e ameaçam indiretamente sua saúde, talvez seja melhor repensar a rotina que você criou ou até contratar profissionais para ajuda-lo.

Quando esses dois pontos estiverem devidamente superados – rotina saudável e conhecimento necessário para a atividade – é chegada a hora de definir: você está pronto para começar? Quais áreas devem ser mais exploradas e praticadas? O que você consegue fazer com as técnicas que já aprendeu? Já é o suficiente para não só começar a tratar o blog como trabalho, como também para desenvolvê-lo satisfatoriamente?

 

 

Profissionalize-se!

 

Muitas vezes, as pessoas integram cursos profissionalizantes para conseguirem diplomas e sentirem-se preparadas para adentrar o mercado de trabalho. É verdade que um blog não exige pessoas graduadas ou especialistas em determinadas áreas, mas isso não significa que você não deva pensar nessas possibilidades. Estudar marketing, publicidade e propaganda, letras ou até mesmo assuntos que estejam interligados com a área que você atua irão ajuda-lo não só a desenvolver melhor suas atividades dentro do blog, como atribuir a você mais confiança.

Uma maneira interessante de colocar isso em prática é através de guest posts, já que você terá contato com outro blog que pode viver uma realidade diferente da sua – e esse contato pode ser proveitoso não só para rever alguns conceitos, como aprender novos conceitos.

 

 

Você precisa de um mentor?

 

Vamos focar um pouco nessa questão: solicitar ajuda. Podemos tirar nossas dúvidas com outros bloggers ou grupos de discussão com profissionais na área, mas isso pode trazer uma imagem negativa, já que estaremos expondo nossas deficiências com determinados conhecimentos específicos.

Sendo assim, se você sente que deve contratar um mentor para ajuda-lo, não hesite em fazê-lo. Com um mentor, você poderá tirar suas dúvidas e determinar a melhor maneira de seguir com seu blog, já que, dependendo do assunto abordado no mesmo e o segmento de seu negócio, ele atingirá uma determinada parcela do público com necessidades e exigências diferentes.

A ideia é que essa ajuda seja temporária. Logo, você conseguirá dar seus próprios passos por conta própria na administração do blog.

 

 

E o orçamento?

 

Falamos sobre expandir a comunidade do blog, contratar profissionais da área para ajuda-lo, utilizar ferramentas específicas e participar de cursos para aprender novas técnicas, mas uma questão muito importante envolve tudo que compartilhamos até aqui: a quantia disponível.

Lembre-se! Você deve poupar dinheiro antes para investir depois. Não dê início às atividades do blog sem antes saber que você terá o valor necessário para a abertura do mesmo, bem como os possíveis gastos com manutenção. Aqui, um planejamento minucioso faz-se necessário, bem como uma pesquisa para encontrar a melhor hospedagem para seu blog. Compare as relações de custo-benefício e opte pela empresa que melhor atende suas necessidades.

Você possui outras dicas para facilitar essa realidade do blog como trabalho? Compartilhe-as conosco nos comentários!

 

 



Você também vai gostar de:

Share This