web analytics

Todo ano é a mesma coisa: o Black Friday no Brasil é marcado por sites de ecommerce lentos, frustração por não conseguir garantir uma oferta, e até mesmo falsos descontos que funcionam como iscas para os incautos…

Não sabe do que estamos falando? O Black Friday é um evento anual de venda criado no varejo dos Estados Unidos e que acontece na última sexta-feira de Novembro, após o feriado de Ação de Graças por lá.

Trata-se de uma data tradicionalíssima em que as lojas físicas e o comércio eletrônico fazem promoções com descontos às vezes massivos. Em 2010, o Black Friday chegou no Brasil, ainda que com descontos tímidos se comparados aos praticados nos EUA: não mais que 40%, em média.

Black Friday e hospedagem de sites

Se você já tentou comprar em sites de ecommerce brasileiro em datas como essa, deve ter sentido a frustração de se deparar com páginas fora do ar e carrinhos de compra ultra-lentos… isso acontece porque o tráfego geralmente é imenso, não só porque o público já tem a expectativa de ações promocionais na data, mas também porque as lojas anunciam os descontos por email, anúncios e em mídias sociais.

É interessante como o ecommerce no Brasil ainda se prepara pouco para esse tipo de tráfego atípico – e a prova disso é realmente o que já dissemos: invariavelmente, ano após ano, os grandes sites de comércio eletrônico chegam a sair do ar diante da enxurrada de visitantes. 

E o seu site, está preparado para a data? Se você tem um site de ecommerce e pretende oferecer descontos no próximo dia 29, prepare-se para um dos dias mais corridos do ano! E mesmo se o seu site ou blog não vende nada, mas menciona o Black Friday, é possível que o tráfego vindo do Google também teste a resistência dos servidores, dependendo da sua audiência. 

O segredo para se preparar? Além de oferecer bons descontos e uma divulgação criativa, é preciso garantir que a sua hospedagem de sites suporte o tráfego extra do dia.

Se você já teve uma experiência ruim no ano passado, não precisa nem dizer que é necessário se precaver em dobro. Não adianta querer economizar: entre em contato agora mesmo com a empresa que hospeda sua loja virtual e consulte a respeito de opções mais robustas.

Por exemplo: se você está hospedando sua loja em um VPS, considere já migrar para um servidor dedicado. Isso pode ser feito rapidamente pela própria empresa de hospedagem, e ainda dá tempo de se beneficiar disso.

Já se esse é o primeiro ano da sua loja virtual ou de uma campanha específica para Black Friday, considere também ampliar sua estrutura e se preparar para o tráfego do dia 29.

Mesmo que seu ecommerce seja novo, não recomendamos de modo nenhum que você use uma hospedagem compartilhada comum. Mesmo que a loja seja pequena, use ao menos um plano ‘business’ que inclua um pouco mais de recursos e certificado SSL – as melhores empresas de hospedagem geralmente oferecem esse tipo de plano. Mas o ideal mesmo é já começar com ao menos um plano VPS, que pode ser expandido rapidamente se preciso.

 

Sites lentos no Black Friday

 

Vamos rever alguns cenários, então:

 

1. Seu site está em hospedagem compartilhada.

Migre JÁ para um VPS. Os planos VPS geralmente podem ter seus recursos ampliados/reduzidos em questão de minutos, o que permite, por exemplo, fazer um upgrade para um VPS mais robusto e, no próximo mês, reduzir para um mais barato.

 

2. Seu site já roda em VPS

Como explicado acima, vale a pena fazer um upgrade no plano. Se a expectativa é de muitos visitantes, consulte sua empresa de hospedagem sobre opções de upgrade para planos dedicados.

 

3. Sua loja virtual é de tamanho médio e já está em um servidor dedicado robusto

Neste caso, fale com a empresa de hospedagem e pergunte sobre a possibilidade de configurar seu site para funcionar em mais de um servidor, de forma espelhada. Geralmente um load balancer, ou seja, um distribuidor automático de carga, é configurado para distribuir igualmente o tráfego entre dois ou mais servidores. O interessante dessa configuração é que não há um número limite para servidores debaixo de um load balancer; entretanto, planeje a estrutura antes do pico de tráfego para evitar dores de cabeça

 

4. Se ecommerce é grande

Bom, neste caso, assumimos que você tenha uma equipe de TI trabalhando nisso :)

Ainda assim, lembre seu pessoal que até as maiores lojas no Brasil passaram por dificuldades técnicas nos últimos Black Fridays.

 

Além de escolher bem a hospedagem ou migrar para um plano maior, há algumas otimizações que sites de qualquer tamanho podem tirar proveito para uma navegação mais ágil:

–       otimizar páginas e arquivos: reduzir o tamanho de imagens e minificar arquivos JavaScript e CSS

–       otimizar o servidor ativando compressão e caching

–       analisar o site no Google PageSpeed Insights para ter dicas avançadas de otimização

 

Dicas extras para que suas campanhas funcionem ainda melhor:

–       algumas ferramentas de email, como o Mailchimp, permitem enviar as campanhas de email para a sua lista em blocos pequenos e separados no tempo para evitar que um grande número de pessoas acesse o site ao mesmo tempo após o envio do email promocional. Usar isso é crucial!

–       durante o dia do Black Friday, fique de olho o tempo todo no desempenho do site. Se ele começar a ficar lento ou mesmo tiver alguns momentos de indisponibiliade, corra pausar as campanhas de links patrocinados, como do Adwords. Afinal, você não quer gastar dinheiro para levar seu visitante a uma página muito lenta ou fora do ar!

 

É claro que cada caso é um caso, e alguns sites podem ter mais margem de otimização do que outros. O mais importante é aproveitar esse tempo até a Black Friday e abordar os principais aspectos de otimização e infra-estrutura.

 

Enfim, prepare-se! A tranquilidade vale toda a pena, afinal, site fora do ar não vende nada, por melhor que sejam seus descontos!



Você também vai gostar de:

Share This