web analytics

Ativismo digital é uma palavra que virou moda no ano de 2011. Os ataques a rede de Cloud Computing da Playstation Network e aos sites governamentais do Brasil fizeram com que dois grupos que reivindicam direitos viessem à tona: o Anonymous e o LulzSec. Na postagem de hoje do Dicas de Hospedagem, nós vamos falar um pouco destes dois grupos de hackers que causaram muita dor de cabeça para a Sony e administradores de sites oficiais brasileiros.

Anonymous: Com origem no ano de 2003, o Anonymous é um grupo de ativismo digital que obteve bastante destaque neste ano ao promover ataques à rede da Sony. Antes disto, o Anonymous já havia realizado diversos ataques em sites como Youtube (quando postaram diversos vídeos pornográficos na página), Governo da Austrália, Polícia da Espanha (usando a técnica de DDoS) e ao Governo do Zimbábue. O último ataque também foi este ano.

Por se tratar de um grupo anárquico, as motivações dos ataques são muitas. Em alguns casos, as páginas são invadidas por causas políticas relacionadas a governos e ações de líderes (como pode ser visto no caso do Zimbábue). Em outros casos, os ataques são orquestrados como represálias de ações que prejudiquem próprios membros dos grupos (como caso do Governo da Austrália). Ainda há casos de ataques motivados por desejo de liberdade de expressão digital ou mesmo para mostrar a insegurança de muitos sites.

LulzSec: O LulzSec Brazil é o grupo apontado como o principal responsável dos ataques em massa aos sites governamentais brasileiros nos últimos meses. Foi justamente por esta ação que o grupo acabou obtendo destaque na mídia. O LulzSec Brazil é uma ramificação do grupo LulzSec (abreviação de Lulz Security, que seria uma espécie de trocadilho com o termo lols), um grupo que é ligado a outras organizações de hackers como o Anonymous.

O LulzSec também é um grupo de que se identifica como adepto ao ativismo digital. Uma das últimas ações do grupo foi contra os jornais do conglomerado de Rupert Murdoch. Eles entraram no site de um dos veículos de comunicação do magnata e noticiaram a morte dele. O LulzSec Brazil mantém um site com clipping de todas ações do grupo no Brasil. Entre os documentos apresentados estão dados do Governo Brasileiro e do Estado de São Paulo.

Com o crescimento de grupos na internet, fica uma pergunta no ar: Qual seria a melhor forma de se proteger contra estes tipos de ataques? Com base na ideologia de grupos como o LulzSec e o Anonymous, dá para se perceber que uma das melhores ações (além das de segurança tradicionais) é manter uma boa imagem. Pois o que podemos perceber é que grande parte dos ataques hacker realizados por organizações buscam cutucar aqueles por quais muitos se sentem injustiçados.  

 



Você também vai gostar de:

Share This