web analytics

Nos artigos anteriores nós já mostramos como instalar um blog WordPress e como tornar seu blog mais rápido com dicas efetivas e rápidas de implementar. O artigo de hoje é uma publicação do blog oficial do UOLHost, também tratando de otimização do WordPress sob uma outra perspectiva.

Hoje o WordPress é um dos CMS (Sistema de Gerenciamento de Conteúdo) mais utilizados do mundo e se você é um usuário dele, tem um excelente poder em mãos quando o assunto é otimização para pesquisas. Daremos algumas rápidas dicas para você otimizar sua estrutura e utilizar esse poder a seu favor.

Truques de otimização da estrutura do blog

O conteúdo deve estar o mais próximo possível do header – Crie relevância entre o título e o texto do seu post. Lembre-se que ambos serão indexados de forma conjunta nos buscadores.

Não amontoe todo o texto no header – passe a utilizar subtítulos e tópicos.

O arquivo CSS deve ser colocado à parte – e não dentro do conteúdo. Devemos chamá-lo pelo header (padrão no WordPress).

Coloque também os códigos em Javascript em um arquivo anexo e o chame pela index.

Se não atrapalhar o funcionamento da sua página, coloque os códigos javascript no footer e não no header.

Faça com que o corpo do seu site carregue antes das colunas – Se você trabalha com colunas no seu site, deixe conteúdo principal do corpo ser carregado primeiramente. Desta forma, o buscador lerá inicialmente o título e conteúdo que você disponibilizou e os usuários não terão de esperar o carregamento da página para ler o que desejam. Lembre-se que a maioria dos plugins do WordPress instalam os CSS no header. Você poderá evitar este tipo de problema passando-os para o arquivo de CSS paralelo.

Páginas de pouco peso – Preencher suas páginas com todo e qualquer tipo de código não é uma boa idéia, tente colocar apenas o indispensável. Lembre-se que o mais importante para os buscadores é o conteúdo que você cria.

Tempo de carregamento curto – Tenha a certeza de que seu blog está carregando de forma rápida. A confiança em seu provedor de serviços é fundamental. Os buscadores podem desistir de indexar os sites que ficam constantemente fora do ar ou que carregam de forma muito demorada.

Não abra novas janelas em seus links – Deixe o controle nas mãos dos usuários. Se abrindo uma nova janela você acha que vai manter os seus usuários no seu site ou blog está enganado. Se o usuário quiser voltar ao seu site, ele voltará. O botão “voltar” no navegador é um dos mais usados na internet.

Não redimensione o navegador – Tire o controle das mãos do usuário e ele tirará o seu site do seu histórico de navegação e nunca mais voltará.

Não obrigue um cadastro se realmente não for necessário – Esta é uma das melhores formas de se perder um usuário.

Não abuse de funções em flash e Javascript – Reduza o seu uso ao máximo. Evite também o uso de músicas automáticas. Se você tem parcerias com Webrádios, deixe a opção de ouvi-la a critério do seu usuário.

Páginas de contato e sobre – Deixe essas páginas bem visíveis, afinal o usuário tem o direito de saber com quem está interagindo e principalmente tem o direito de mandar a sua opinião.

Um CSS no lugar de tabelas – Evite os menus antigos e comece a utilizar o CSS na maioria das suas funções. Além de estar alinhado ao W3C, você terá o controle proprietário do seu site.

Layout compatível com todos os navegadores – Com o crescimento do Firefox e Google Chrome, você precisa tomar cuidado no desenho do layout do seu site. Se você deixar o Opera de fora, por exemplo, pode ser que perca um entusiasta que o utiliza. Valorize todos os seus visitantes.

Links visíveis – O seu usuário deve ter certeza que determinado texto é um link. Por este motivo, não sublinhe textos que não são links e diferencie a cor ou o formato dos links já visitados.

Evite a rolagem horizontal – Se já não é bom ter um site com rolagem vertical e muitas vezes por conta de conteúdo precisamos deixá-lo assim, imagine com rolagem horizontal. Evite este tipo de configuração.

Se você utilizar validações de imagens em CAPTCHA – Tenha certeza de que estão bem configuradas e acessíveis.

Faça com que suas URLs sejam amigáveis – Acesse a administração do seu WordPress e clique nas opções (Configurações -> Links permanentes) e deixe em uma das seguintes opções: “Dia e nome” ou “Mês e nome”. A principal vantagem é que os títulos de suas postagens aparecerão na URL.

Este artigo foi baseado no post feito no blog AdSEOk e pode ser visualizado aqui (em espanhol).

Fonte: Blog oficial UOL Host.



Você também vai gostar de:

Share This