web analytics

Continuando com o Glossário de Hospedagem de Sites, seção iniciada no começo do mês que aborda os principais tópicos, jargões e termos utilizados no mundo da hospedagem, falaremos hoje sobre o famoso uptime.

 

Série Glossário de Hospedagem de Sites

Definição: o que é uptime?

 

O termo uptime refere-se ao tempo em que o servidor fica no ar. Comumente, ele é empregado nas propagandas das empresas de hospedagem, listado em porcentagem e servindo como garantia de que o site funcionará quase 100% do tempo. No nosso ranking, o uptime é uma das variáveis que utilizamos para selecionar as melhores hospedagens de sites, como mostramos na imagem a seguir:

Definição de UPTIME do Ranking Nacional das Empresas de Hospedagem de Sites

 

O uptime serve como parâmetro para definir quão bom é um serviço de hospedagem na manutenção de suas máquinas e equipamentos. Se um servidor possuir uma porcentagem alta de uptime (e entenda no mínimo 99,5% como porcentagem alta) significa que seu website permanecerá todo esse tempo funcionando normalmente.

A importância do uptime, que deve ser um dos fatores a serem analisados antes da contratação de uma determinada empresa de hospedagem, é refletida no tráfego do site: se seu website permanece fora do ar – ou seja, se o downtime é muito alto – dificilmente os usuários continuarão a visita-lo, já que tal característica atribui a ele um aspecto amador e inconstante.

 

 

Compreenda melhor o uptime

 

Como mencionamos acima, uma alta porcentagem de uptime é de, no mínimo, 99,5%. A maioria das empresas de hospedagem garantem apenas 99%. Talvez possa parecer exagero de nossa parte considerar 99% de uptime pouco, mas não! E explicaremos agora.

Se a empresa de hospedagem garante que o site ficará no ar 99% do tempo, significa que o mesmo terá um downtime diário de 14.4 minutos. Numa semana, seriam 1.7 horas e, num mês, 7.2 horas. Se pensarmos anualmente, seriam, em média, três dias de downtime.

Usemos como parâmetro a seguinte possibilidade: o website fatura R$1000 mensalmente. Com um downtime de 1%, os lucros se reduziriam em aproximadamente R$20 mensais. Em um ano, seriam quase R$240 – e nos referimos apenas na perda das vendas, já que o número de visitantes poderá, e provavelmente irá cair devido ao downtime. Logo, os R$1000 diminuirão e será preciso arcar com os possíveis prejuízos. Percebe como o uptime pode te afetar?

 

 

Garantias oferecidas pelas empresas de hospedagem

 

O que é uptime?

Uma das garantias das empresas de hospedagem é o reembolso do valor correspondente ao downtime. É preciso, entretanto, compreender o que isso significa. Primeiramente, o reembolso só acontecerá se o usuário reportar o problema para a empresa, especificando o horário em que o site ficou fora do ar e o horário em que voltou.

Além disso, o valor só será devolvido se o downtime do site tiver uma duração igual ou superior à informada pela empresa.

Por exemplo, com um uptime de 99%, espera-se que o site fique fora do ar 3.6 horas por mês. Se o site ficar fora do ar por apenas 3.5 horas, o valor não será devolvido – e, quando devolvido, o valor é equivalente à mensalidade cobrada pela empresa de hospedagem.

Se a mensalidade for entre R$10 ou R$20 para um uptime de 99%, por exemplo, o valor devolvido será entre 6 e 12 centavos para cada vez que o site ficar fora do ar.

 

 

Outras Informações Importantes sobre o uptime

 

O uptime é resultado da relação direta entre hardware e software. Por mais que a máquina esteja funcionando, o software pode causar o downtime em seu site. Se a manutenção do software não for feita por você, certifique-se de que a empresa de hospedagem contratada ofereça esse serviço.

Por fim, lembre-se: se você fizer algo ao site que cause o downtime, não deve considerar as garantias do uptime – ou seja, não espere pelo reembolso e não encare o problema como algo corriqueiro. Trate de resolvê-lo o mais rápido possível!

 

 

Algumas Curiosidades

 

  • Recorde: Dois recordes marcaram a história do uptime: primeiramente, um servidor que permaneceu por seis anos no ar. Por mais que isso soe impossível, é algo relativamente comum quando o servidor sustenta grandes aplicações, como sistemas bancários. O segundo recorde, entretanto, é assustador: foram mais de quinze anos de uptime no servidor que manteve a Novel Netware.

 

  • Você sabia que é possível descobrir o uptime do sistema operacional que você utiliza? Se você possui o Windows XP Professional, Windows Server 2003 ou Windows Vista, basta digitar o código systeminfo na tela do prompt de comando e buscar pela data em que o sistema foi inicializado.

 

Você possui alguma dúvida sobre uptime? Tem alguma informação ou curiosidade interessante sobre o tema que não foi compartilhada aqui? Participe do Dicas através dos comentários!

 



Você também vai gostar de:

Share This