web analytics

Em tempos de crise e denúncias sérias sobre o tema, uma velha questão vem à tona: qual o grau de privacidade que os usuários têm na internet?

A cada minuto, 639.800 gigabytes de informação são transmitidos pela internet: 47.000 aplicativos são baixados, o Google processa mais de dois milhões de buscas, entre outros. E o mais incrível é que isso só tende a aumentar.

Mas será que essas informações estão seguras de “curiosos”? Bem, totalmente seguros dificilmente, mas há formas de contornar um pouco os olhares indevidos e ganhar ao menos um pouco de privacidade, tomando simples precauções como encriptar arquivos e emails, utilizar um navegador mais seguro e outras coisas mais, que você pode conferir nesse infográfico do Whoishostingthis:

Bem, se você está com preguiça de ler, ou não sabe inglês,  o guia prático é:

  1. Não faça suas buscas no Google ou Bing. Prefira o Duckduckgo.
  2. Esqueça o Internet Explorer. Se você pensa que está sozinho usando a Navegação Privativa (Shift+Crt/Cmd+N) do Google Chrome, se enganou! Ele ainda te rastreia por Cookies. Conheça o Thor.
  3. Essa é difícil para muitos: esqueça FaceBook, Twitter, Google +…

[clique na imagem para ampliar]

Como ter uma navegação privada na internet



Você também vai gostar de:

Share This