web analytics

Melhores Plugins Corporativos

Grande parte das empresas que procuram fortalecer sua presença na Internet utilizam dos benefícios do WordPress para chegarem onde querem – ou onde precisam. Fato é que a plataforma é a mais utilizada atualmente, e isso se deve pela sua eficácia e simplicidade. Usuários amadores e avançados se encontram nas funcionalidades do WordPress, mas nem sempre aproveitam ao máximo o que o gerenciador de conteúdo tem para oferecer.

 

Na publicação de hoje, falaremos sobre como a utilização estratégica dos plugins pode fazer a diferença num site corporativo que tem sua base no WordPress. Por mais que a ideia do plugin já esteja muito bem difundida, algumas pessoas ainda não sabem utilizá-los da maneira mais apropriada – ou ainda, não sabem sequer quais plugins devem optar.

Felizmente, essas dúvidas acabam hoje, com a lista dos cinco plugins indispensáveis para sites corporativos! Vamos a ela?

1 – Enhanced Text Widget

Consideremos primeiro o visual do site, incluindo as fontes, imagens e a maneira com que as seções serão dispostas. O WordPress permite que o usuário insira imagens nas publicações e nas diversas páginas do site, bem como a organização personalizada das seções. As fontes padrão do WordPress, porém, são limitadas.

Para se diferenciar, recomendamos o Enhanced Text Widget. O plugin permite formatos como Texto, HTML, CSS, JavaScript, Flash, códigos WordPress e/ou PHP, dentre outros. As funcionalidades vão desde modificar o texto de artigos até a criação de uma sidebox convidando os usuários a se inscreverem no site, por exemplo – tudo customizável, permitindo que a página fique cada vez mais com a cara do usuário.

O plugin é simples de instalar e é gratuito. Logo, pode ser uma boa primeira opção para o internauta de primeira viagem, que ainda pretende desbravar as funções do WordPress a fim de se familiarizar.

2 – Visual Composer for WordPress

Com este plugin, você pode ir mais fundo no design do site. Além de trazer alguns visuais pré-montados, o Visual Composer permite a criação de design responsivos, por exemplo. Ele abre seu leque de possibilidades, sendo ideal para o usuário avançado desenvolver um novo visual para o site, tanto a partir do zero como modificando um design pré-montado.

O plugin permite organizar o design a partir do sistema de “clique e arraste”, evitando que o usuário precise utilizar códigos – mas essa opção também está disponível. Logo, o Visual Composer se encaixa para os mais variados perfis de usuários, sendo uma opção completa para a construção do design da página.

Diferente do Enhanced Text Widget, o Visual Composer é pago, e pode ser adquirido por $34. Atualmente, o plugin encontra-se na versão 4.11.2.

3 – W3 Total Cache

Agora que o usuário está munido dos plugins ideais para a criação do visual do site, vamos falar em desempenho. Por mais bonito que o site esteja, ninguém gosta de navegar em páginas lentas e pouco funcionais.

Não é porque seu site carrega rápido no seu computador que ele é considerado um website rápido. Na realidade, é normal que a página abra com uma certa velocidade para você, já que o conteúdo publicado no site veio do seu computador.

Para garantir a rapidez no carregamento de informações, temos o W3 Total Cache. Ele permite que você armazene alguns conteúdos no cache, como imagens e elementos multimídia, para que carreguem mais rápido para os usuários.

O W3 Total Cache é gratuito, e é considerado ideal para sites que não são modificados com muita frequência.

4 – 404 Redirected

Grande parte da administração de um site envolve mais do que a criação das páginas; estamos falando da manutenção de tudo que o usuário cria. Pode ser complicado tomar conta de um espaço cheio de links e backlinks, já que tudo deve estar funcionando e direcionando o público para onde deseja seguir.

Se alguém se depara com um link quebrado em seu site, dificilmente você saberá a tempo de reverter a situação. As chances de que esse internauta deixe de visitar sua página são muito maiores. Isso prejudica seu tráfego e também o SEO de seu site.

O 404 Redirected surge para ajuda-lo nesse monitoramento. Além de mostrar quais links não estão funcionando, o plugin redireciona os usuários para onde você quiser. Se alguma área específica do site estiver em manutenção, por exemplo, você pode criar uma página estática com uma mensagem que explica o que está acontecendo e direcionar o tráfego para ela com o 404 Redirected.

Apesar de não ser a solução ideal, o plugin representa uma maneira temporária de lidar com um contratempo – e, além de tudo, é gratuito!

5 – Yoast

Partindo do princípio de que tudo no seu site está em dia (design, desempenho, links), vamos focar nos mecanismos de busca e como eles podem beneficiar seu site. Vamos falar de SEO!

O Yoast identifica quais elementos de sua publicação estão favorecendo o SEO de seu site e o que pode ser modificado para potencializar a otimização de sites. Dentre os elementos analisados, estão o título da publicação, o número de vezes em que a palavra-chave é repetida, a quantidade de palavras, os nomes das imagens que eventualmente são inseridas nas publicações e sua relação com as palavras chaves, dentre outros.



Você também vai gostar de:

Share This