web analytics

Na última semana, várias celebridades foram vítimas de um ataque que ocasionou o vazamento de diversas fotos particulares. Uma das mais afetadas pelo ataque, a atriz Jennifer Lawrence, até acionou as autoridades para lidarem com o caso e encontrar os responsáveis pela ação.

Diversos indícios apontam uma falha no iCloud, o serviço da Apple baseado em cloud computing – apesar da empresa negar essa informação. Ao que parece, o que ocasionou o problema foi o Find My iPhone, aplicativo que não possui uma medida de segurança que impeça o acesso a uma conta com inúmeras tentativas. Logo, o esquema de erro e acerto torna-se ideal para descobrir a senha de uma determinada conta.

como proteger o armazenamento de dados na nuvem?

Hackers e o cloud computing.

Sejamos francos: hackers sempre existiram e diversas medidas já foram criadas para combatê-los. Com a popularidade da nuvem e o surgimento de diversos serviços como SkyDrive e Dropbox, porém, novos meios de quebrar a segurança de informações privadas e sigilosas têm sido postas em prática – e já vimos o quão severas são as consequências de um ataque como esse.

A praticidade da nuvem e sua eficácia são inegáveis. Infelizmente, também é inegável seu desenvolvimento precoce. Ainda não se sabe o suficiente sobre o cloud computing e isso pode representar um revés que obriga empresas a duvidarem ou se sentirem receosas quanto à contratação desse serviço.

A pergunta que fica é: como se proteger de um ataque hacker a uma tecnologia tão nova?

 

Segurança na nuvem.

Segurança de armazenamento em nuvemNesse caso, foram fotos de celebridades. Eventualmente, pode ser uma informação sigilosa de sua empresa vazando graças a uma falha de segurança. É bom deixar claro, porém, que esse tipo de problema é raro, tanto que não vemos todo dia notícias de vazamentos e ataques a servidores hospedados na nuvem.

Isso é possível graças a cinco princípios de segurança adotados por empresas que prestam esse tipo de serviço. Conheça mais sobre eles a seguir:

Acesso: é preciso definir – e com detalhes – quem terá acesso a informações privilegiadas. Na prática, isso significa definir um usuário que acessará determinadas áreas do servidor que um usuário comum não consegue acessar.

Auditorias: as empresas são responsáveis por sua própria segurança. Logo, os provedores de cloud computing devem estar preparados para auditorias que medem e definem o nível de segurança e o quão eficaz ela é.

Dados: empresas dividem dados de informações com clientes. Logo, é preciso saber como esses dados são segregados e que tipo de criptografia é seguro o suficiente para manter o bom funcionamento da aplicação.

Recuperação de dados: apesar de estarem na “nuvem”, os dados estão hospedados em algum lugar e podem ser recuperados no caso de alguma falha de segurança.

Garantia: a certeza de que seus dados estarão protegidos e devidamente hospedados caso o provedor de cloud computing feche as portas por falência ou algum outro motivo.

 

Criptografia: uma boa maneira de se manter seguro na nuvem.

criptografia-na-nuvemUma das maneiras encontradas pelas empresas para reforçar a segurança na nuvem é através do uso de criptografia. Com o uso de criptografia no armazenamento, determinados dados e documentos são disponíveis apenas para o usuário com uma chave válida para decodificar os dados – idealmente, o proprietário dos dados.

Existem alguns programas que executam esse tipo de tarefa. Dentre eles, destacamos o BoxCryptor. Trata-se de um codificador que transforma automaticamente dados em códigos –e quem não for autorizado a visualizar esses códigos, não conseguirá fazê-lo. A proteção desses dados é feita através de um sistema de senhas.

O interessante é que essa conversão não é feita diretamente em sua pasta de origem; o programa cria uma espécie de drive virtual para armazenar os códigos. Dessa maneira, a segurança é ainda mais reforçada.

Um ponto importante: para evitar fraudes, o programa não possui um sistema para recuperação de senhas. Logo, certifique-se de ter sua senha anotada em algum lugar, caso contrário perderá o acesso a seus arquivos se esquecê-la.

Para baixar o BoxCryptor, clique aqui.

Você ainda tem receio com o Cloud Computing? Já experimentou serviços de armazenamento na nuvem? Conhece alguma outra forma de aumentar a segurança nesse ambiente? Não deixe de compartilhar sua opinião com a comunidade do Dicas de Hospedagem através dos comentários abaixo!



Você também vai gostar de:

Share This