web analytics

A série do https://dicasdehospedagem.com sobre os maiores datacenters do mundo já falou sobre os centros de processamento de dados da IBM, UOL e Intelig. Agora é a vez do nosso site mostrar a estrutura do datacenter de um dos maiores sites do momento: o Facebook. Segundo o Ranking Alexa (que mede a popularidade de páginas da internet), o http://facebook.com é o segundo site mais visitado do mundo. Só fica atrás do Google neste ranking.

Claro que um site com esta magnitude não pode depender de um datacenter contratado. Para sustentar toda a estrutura do site do momento (podemos dizer que é, ainda mais lançamentos de filmes como A Rede Social), a empresa de Mark Zuckerberg conta com dois datacenters: um fica na cidade de Prineville (Oregon, EUA) e o outro (em construção) é localizado em Forest City (Carolina do Norte, EUA).

Até construir o primeiro datacenter, o Facebook gastava nada menos do que 50 milhões de reais por ano para manter a rede social no ar. Para construir do datacenter de Prineville, o Facebook gastou cerca de 188 milhões de dólares. Já para fazer o datacenter em Forest City, a empresa está desembolsando nada menos do que 450 milhões de dólares. Agora vamos falar um pouquinho sobre cada um dos datacenters do Facebook.

Facebook datacenter – Prineville (Oregon, EUA)

O primeiro datacenter do Facebook causou muita polêmica. No projeto do local de Prineville, a empresa planejava construir em centro “verde” (ou sustentável). Como já foi dito muitas vezes na nossa série sobre os maiores datacenters do mundo, trata-se de uma estratégia das empresas construir um local que economize energia natural e que reaproveite recursos.

Porém, uma denúncia manchou um pouco da imagem do datacenter de Prineville. O Greenpeace denunciou que carvão mineral mantinha o local em funcionamento. Isto é o oposto do que a empresa havia prometido em relação a energia limpa quando o local foi construído. Isto fez as pessoas esquecerem outras ações sustentáveis do local, como o reaproveitamento de ventilação natural em substituição de coolers.

O local foi construído em fevereiro de 2010. A escolha da cidade de Prineville foi influenciada por uma política de redução de impostos da empresa. A economia pode chegar a 4 milhões de dólares nos próximos 15 anos. O local tem o tamanho de 100 mil metros quadrados e conta com a capacidade para nada menos do que 147 mil servidores em pé.

Facebook datacenter – Forest City (Carolina do Norte, EUA)

A estrutura de Prineville não foi suficiente para suportar o crescimento do Facebook, hoje com 600 milhões usuários no mundo. Tanto que foram precisos 450 milhões de dólares para a construção do segundo datacenter da empresa. O início das obras foram em novembro do ano passado e o local ficará pronto no meio do ano que vem. O CPD terá 100 mil metros quadrados, tal como o Prineville. Resta saber quando que o Facebook vai ter que construir um terceiro datacenter. Do jeito que a rede social tem crescido…

Veja as outras postagens da série:

https://dicasdehospedagem.com/dicas-de-hospedagem-inicia-serie-com-os-maiores-datacenters-do-mundo/

https://dicasdehospedagem.com/serie-sobre-os-maiores-datacenters-do-mundo-a-tecnologia-“verde”-da-ibm/

https://dicasdehospedagem.com/serie-sobre-os-maiores-datacenters-do-mundo-uol-datacenter/



Você também vai gostar de:

Share This