web analytics

Um panda tem tirado o sono de muitos editores web. Não se trata do meigo tipo de urso que habita as florestas da China e se alimenta de bambu. Apesar do tamanho deste outro panda também assustar. Apenas um mês depois de ser lançada, a nova forma de medição de algoritmo do Google (veja nesta postagem um pouco mais sobre o algoritmo) já começa a mostrar como vai ser a tendência das buscas da web no futuro. E é sobre estas tendências que o DdH vai falar no artigo de hoje.

Como era de se esperar, o “urso” do Google já está assustando alguns editores de sites. Principalmente aqueles que não têm conteúdo considerado de qualidade pelos usuários ou que trabalham com conteúdo copiado da web. As primeiras mudanças já começaram a ocorrer nos Estados Unidos, primeiro lugar onde o Panda está sendo testado. E estas modificações já estão bem visíveis.

Sites que trabalham com indexação automática de conteúdo têm perdido audiência significativa com o novo sistema. Alguns fatores são decisivos para o ranking de um site diminuir. Entre os itens estão a utilização de conteúdo copiado, grande taxa de rejeição (isto acontece com páginas que não tem conteúdo de qualidade ou apenas “link farms”), bloqueio por grande número de usuários e problemas no design, como carregamento lento ou palavras com a mesma cor do fundo da página.

Mas o que devo fazer enquanto o Panda não chega ao Brasil?

As mudanças nos Estados Unidos mostram que é preciso investir cada vez mais em qualidade no seu site. Ou seja, se você quiser sobreviver na web comece a trabalhar com conteúdo original. Se você tem muitas páginas com conteúdo copiado de outros sites da internet talvez seja a hora de repensar se elas serão positivas ou não para você. O que te dava muitas visitas antes pode ser a mesma página que vai fazer você perder tráfego.

Outro ponto que você deve analisar no seu site é como os seus visitantes têm se comportado. Grande taxa de rejeição de conteúdo pode significar problemas com a nova atualização do algoritmo. Páginas com técnicas black hat SEO (consideradas desonestas pelo Google)  também serão atingidas. Não vai mais adiantar colocar tags extras para atrair visitantes se elas não estão ligadas diretamente ao conteúdo do seu site.

Outro ponto que ainda deve ser repensado e reavaliado (já foi comentado por alguns sites na web) é a questão de divulgação de links em indexadores de conteúdo. Com estas mudanças, fica difícil saber se a divulgação nestes tipos de sites vai ser algo positivo em relação ao Google. Não faz muito tempo, o DdH publicou uma lista de sites para você divulgar seu conteúdo na web. Será que com as mudanças em relação ao conteúdo duplicado isto continuará sendo uma boa tática? Só o tempo dirá.

Se você tiver sugestões e palpites sobre o que mudará nas buscas do Google, escreva em nossos comentários.



Você também vai gostar de:

Share This