web analytics

Em outros tempos, ativistas (também chamados de terroristas) sequestravam pessoas de renome para conseguir terem reivindicações alcançadas. Os tempos mudaram e agora práticas de protesto são feitas por pessoas sem sair de casa. Um dos maiores exemplos foi o Projeto Caos, um ataque massivo aos maiores sites de bancos do Brasil. O ataque hacker foi feito pelos brasileiros do grupo Anonymous. Hoje, o Dicas de Hospedagem vai mostrar como foi este ataque dia a dia nesta última semana. 

Anonymous Vídeo

Segunda-feira, 30 de janeiro – Banco Itaú

 

O primeiro banco escolhido pelo grupo foi o Itaú. As 10h05min. da segunda-feira, o grupo fez o ataque ao site do banco. Ele ficou fora do ar por seis minutos e depois passou a funcionar com lentidão por cerca de dez minutos e saiu do ar novamente. No Twitter, o Anonymous já comemorava o sucesso da primeira empreitada. O site do Itaú passou por problemas no dia todo. 

 

Terça-feira, 31 de janeiro – Banco Bradesco

 

O segundo alvo escolhido pelo grupo Anonymous foi o banco Bradesco. Também por volta das 10 horas da manhã, o site foi tirado do ar por causa de um volume de acessos acima do normal. O tipo de ataque aos bancos brasileiros foi justamente o do tipo DDoS. Este tipo de ataque consiste em sobrecarregar um servidor de internet a ponto de tirá-lo do ar. O site ficou fora durante praticamente o dia todo. A assessoria do banco admitiu que  ficou com problemas no sistema e o Anonymous parabenizou esta ação via Twitter. 

 

Quarta-feira, 1 de fevereiro –  Banco do Brasil

 

Tal qual no dia anterior, o Anonymous acabou atingindo mais um banco. Na quarta-feira foi a vez da página de serviços do Banco do Brasil sair do ar. Utilizando as mesmas táticas dos dias anteriores, o Anonymous comemorou as ações também via Twitter. Entre as frases citadas, eles comemoraram o fato do banco ter sido avisado do ataque e mesmo assim não conseguir evitá-lo. 

 

Quinta-feira, 2 de fevereiro – HSBC

 

No quarto dia de ataques, o escolhido foi o HSBC. As operações nacionais e internacionais foram suspensas graças ao ataque às páginas do banco. Neste dia, eles acabaram divulgando todos os dados de uma pessoa que discutia com eles via Twitter. Isto mostrou que eles tiveram acessos a dados de alguma forma. Lembrando que o grupo afirmou que não utiliza os dados dos bancos. O ataque foi apenas para tirar as páginas do ar. 

 

Sexta-feira, 3 de fevereiro – diversos bancos

 

No último dia de ataques, o Anonymous focou em diversos bancos. A Federação Nacional dos Bancos (Fenabran) também teve o site tirado do ar. Entre as instituições atingidas estavam o Panamericano, o BMG, a Cielo. Ao fim dos ataques, o grupo comemorou as ações da semana que ficou conhecida por duas palavras utilizadas pelo grupo: Tango Down e #OpWeeksPayment. Que lição tiramos com isso tudo? Difícil responder. 



Você também vai gostar de:

Share This