web analytics

Novidades nos segmentos de servidores e virtualização – Mais por menos!

Assunto recorrente aqui no Dicas de Hospedagem, a virtualização de servidores representa a alternativa ideal para aqueles que procuram o bom desempenho do servidor dedicado e o custo reduzido da hospedagem compartilhada. Já deixamos claro em outra oportunidade, porém, que cada empresa possui uma necessidade diferenciada e é com base nela que a hospedagem deve ser escolhida. Por mais que um servidor dedicado apresente a melhor performance, talvez seu site não precise de tudo isso para funcionar bem. Em contrapartida, a hospedagem que representa um investimento reduzido talvez não seja o suficiente.

Mas há uma característica específica que não muda em nenhuma empresa, independente de seu segmento: a necessidade de fazer mais e gastar menos. Investir grandes quantias no início é compreensível; a empresa precisa se estabelecer como referência em sua área para sobreviver, e a alta quantia imposta nas atividades que tornam isso possível pode representar a salvação de um negócio iniciante.

Com o tempo, entretanto, sempre surge a necessidade de encontrar outras opções que reduzam gastos e não afetem a qualidade dos serviços – e, no mundo da hospedagem de sites, isso também é recorrente. Especialistas em T.I. muitas vezes se desdobram para não só definir as prioridades na construção e manutenção de um site, mas para encontrar as alternativas que representem uma redução contínua de gastos e investimentos.

 

Como escolher uma hospedagem de sites?

Sendo assim, a publicação de hoje dedica-se exclusivamente a isso: listar as opções que aliem a melhor relação custo-benefício.

Vamos lá?

 

 

Open Compute Project: o que é e quais os seus benefícios?

Open Computer Project

Visitamos a página do Open Compute Project (ou OCP) para compreender a proposta do projeto. O que descobrimos é que a ideia por trás do OCP partiu de uma pequena equipe de engenheiros do Facebook que tinha como objetivo desenvolver a melhor infraestrutura em computação e virtualização. Logo, as três pessoas que apenas compartilhavam uma ideia transformaram-se numa grande empreitada centralizada em Prineville, Oregon.

Por terem controle sobre todos os aspectos dos servidores, a equipe do OCP conseguiu definir diretrizes que visavam o cumprimento do objetivo inicial. Em outras palavras, tudo que não colaborava com a construção do servidor ideal era descartado.

Como resultado, obtiveram um servidor que poupa 38% da energia consumida para gerenciar as mesmas atividades do Facebook. Financeiramente falando, o custo cai em até 24%. Agora, o OCP deseja evitar a “diferenciação gratuita”, ou seja, todas essas diferenças que tornam um determinado servidor superior a outro.

Para tornar isso possível, as especificações utilizadas pela equipe do OCP estão abertas para consulta, bem como o relato de tudo que deu certo no trajeto que resultou a finalização do projeto.

Isso significa que os profissionais de T.I. da sua empresa podem acessar essas informações e emprega-las nos servidores da maneira que considerarem válida. Lembre-se apenas que o objetivo aqui é manter o desempenho e reduzir custos!

Para saber mais sobre o Open Computer Project, acesse a página oficial do projeto clicando aqui.

 

 

Novidades no VMWare com o Virtual SAN Technology.

 

O próximo passo no campo da virtualização é a disponibilidade de uma rede de armazenamento virtual de alto desempenho e baixo custo. Tal necessidade se dá devido às demandas dos servidores, que devem suportar grandes quantidades de dados e aplicações.

O pontapé inicial foi dado pela VMWare, que apresentou a tecnologia Virtual SAN em março. Dentre diversas funções, o Virtual SAN simplifica a maneira com que o armazenamento é gerenciado, automatizando diversas tarefas essenciais. O software pode ser encontrado na página oficial da empresa, que também disponibilizou uma versão gratuita para testes.

O Virtual SAN é fácil de usar. Até aqueles que não são especialistas em armazenamento podem compreender o programa e utilizá-lo de maneira plena. Para os especialistas em T.I., o Virtual SAN utiliza uma interface similar ao vSphere, famosa plataforma de virtualização de servidores.

Dentre as diversas funções do Virtual SAN, está a possibilidade de alterar a escalabilidade de acordo com as necessidades de sua empresa. O servidor fornecerá o armazenamento necessário e se adaptará à situação em questão, eliminando desperdício de recursos e, consequentemente, reduzindo custos.

 

 

Previsão destaca avanço na virtualização de Desktops.

 

Nesse modo, todos os elementos do desktop são virtualizados, permitindo maior flexibilidade e segurança. Apesar de já existir a algum tempo, a virtualização de desktops adquiriu nova proporção após a inserção de empresas como VMWare e Amazon nesse mercado. A Amazon lançou seu Workspaces em março, enquanto o serviço da VMWare foi divulgado semanas antes.

Focando mais no quesito segurança, um dos braços da virtualização de desktops que vem ganhando algum destaque é a virtualização microvisor. Trata-se de um comando que cria uma espécie de micro servidor isolado do servidor principal. Nele, todas as atividades são realizadas individualmente e, quando finalizadas, o micro servidor é destruído, sem deixar rastros.

O interessante é que, no caso de essa pequena porção ser infectada por um vírus, malware ou alvo de um ataque hacker com fins de comprometer a máquina, ela pode ser destruída rapidamente e o servidor principal não é afetado.

Não se sabe quando e se a virtualização de desktops terá destaque a ponto de ser constantemente utilizada por empresas, mas espera-se que isso aconteça em breve. Fique ligado aqui no Dicas de Hospedagem para mais novidades sobre o assunto!

Você conhece algum outro modelo ou serviço que otimiza o servidor e reduz os custos envolvidos nas tarefas como gerenciamento e manutenção? Já experimentou alguma das práticas ou programas listados aqui? Não deixe de participar do Dicas de Hospedagem através da seção de comentários!



Você também vai gostar de:

Share This