web analytics

Notícias de Hospedagem de Sites

 

União Européia aprova plano para melhorar qualidade da Internet móvel.

No último dia 10 de novembro, os legisladores da União Europeia aprovaram um plano audacioso: aumentar e melhorar a disponibilidade da internet móvel em seu território até 2022, com a implementação do espectro de 700 MHz para conexões sem fio.

Espera-se alocar entre 694 e 790 MHz para Internet móvel até 2020, para serem utilizados em dispositivos com base na Internet Of Things, além de pontos de tratamento de saúde e carros automáticos (sem necessidade de motorista).

O projeto de lei foi colocado em pauta pela Suécia, e agora o parlamento deve apresenta-lo para os líderes dos outros países do bloco econômico.

A banda de 700 MHz é utilizada atualmente para sinais de TV, por exemplo, que passam facilmente por paredes e possuem cobertura considerável mesmo com menor infraestrutura.

Rússia passa a requerer armazenamento de dados em servidores locais.

Uma lei aprovada recentemente pelo governo russo obriga empresas do ramo da informação e segmentadas dentro da área da tecnologia a armazenarem informações em servidores locais. Isso significa que, independente da empresa ter suas bases fora do território russo, será necessária uma espécie de “filial” no país para manutenção dos dados localmente.

Putin está determinado a fazer essa lei, cujo primeiro esboço foi pré-aprovado em 2012, a funcionar. Tanto que sites grandes, como o LinkedIn, estão sofrendo ameaças de bloqueio em território russo. Talvez seja uma medida descabida, mas o governo mostra-se fragilizado após a recente invasão da Ucrânia em seus servidores e a acusação de invasão russa em organizações americanas de difusão de informação e conhecimento.

Trump não ameaça Shield Agreement.

O Shield Agreement, iniciado em julho deste ano para substituir um acordo anterior entre Estados Unidos e União Europeia que já durava mais de 15 anos, não sofrerá nenhum tipo de ameaça por parte da nova administração advinda da vitória de Trump nas eleições americanas.

O acordo foi estabelecido entre entre Europa, Estados Unidos e autoridades de proteção de dados, com o intuito de impedir espiões e hackers e acessarem informações privadas dos usuários.

“Nós temos uma expectativa real de que a nova administração apareça e siga o que foi determinado anteriormente”, declarou o vice-secretário assistente de serviços do Departamento de Comércio dos EUA, Ted Dean.

Até o momento, há a garantia de que tudo permanecerá como está, o que já acalma algumas empresas que poderiam ser afetadas por eventuais mudanças.



Você também vai gostar de:

Share This