web analytics

Hospedagem de sites ruim

Já falamos sobre diversas maneiras de aumentar o tráfego de seu site e conseguir mais audiência. Desde marketing de conteúdo até a utilização de palavras-chaves e a manutenção devida de perfis nas redes sociais, seu site pode crescer, conquistar público e, com isso, exigir mais do servidor que o hospeda.

É nesse momento que vemos se um servidor é confiável ou não. Quando o site ainda está no início, mantê-lo no ar é uma tarefa simples. A partir do momento em que começa a apresentar tráfego alto, porém, ele pedirá mais recursos e nem sempre a empresa de hospedagem estará pronta para fornecê-los.

Aí começam os problemas: downtime, carregamento lento do conteúdo, ausência de suporte, dentre outros contratempos.

O que fazer? Mudar de empresa de hospedagem, obviamente. Mas e quanto ao conteúdo que já foi publicado no site? E os esforços, tempo e dinheiro investidos no design? Tudo isso será perdido?

Felizmente, não! E é sobre isso que falaremos hoje.

 

Ranking top 10 hospedagem de sites

 

Passo a passo para WordPress.

 

Focaremos no WordPress por ser a plataforma mais utilizada e mais comumente oferecida pelas empresas de hospedagem, mas tenha em mente que esse passo a passo pode servir para qualquer outra plataforma.

Primeiramente, faça um backup de todo o conteúdo disponível no site. Com isso, inclua arquivos em geral e diretórios de temas, plugins e uploads. Talvez seja necessário utilizar alguma ferramenta para realizar essa tarefa, como a phpMyAdmin.

Lembrete: só de realizar o backup, você se certifica de ter disponível o conteúdo de seu site caso o servidor apresente algum problema que prejudique seu banco de dados, logo, o backup é recomendadíssimo!

No segundo passo, você deve copiar o banco de dados manualmente ou utilizando o phpMyAdmin. Em seguida, exporte-o para o novo servidor. Já no novo servidor, instale o WordPress e configure-o para utilizar o banco de dados copiado à partir do servidor antigo.

Por último, faça o upload dos plugins e temas nos diretórios do novo servidor e realize os devidos testes para se certificar de que tudo está funcionando como deve.

Se você utiliza especificamente o WordPress, temos boas notícias: a plataforma disponibilizou uma ferramenta própria que auxilia na transferência dos arquivos e do banco de dados. Logo, há uma terceira opção além do phpMyAdmin ou da transferência manual do conteúdo.

Permanecer numa empresa de hospedagem que não oferece o serviço adequado pode se revelar uma experiência nada agradável. Logo, se você decidiu mudar e ainda não sabe qual escolher, não deixe de consultar nosso ranking com as melhores empresas de hospedagem da atualidade.

Permaneça ligado no Dicas para mais informações sobre servidores e o mundo da hospedagem!

 



Você também vai gostar de:

Share This