web analytics

Um dos maiores símbolos do crescimento do Cloud Computing é o ICloud, serviço da Apple que vai possibilitar aos usuários a armazenagem de dados na nuvem. Ou seja, quem utiliza o serviço vai poder guardar arquivos em um disco que pode ser acessado remotamente de qualquer local. Este é um indício da tendência (que alguns concordam e outros discordam) em relação às formas de armazenamento de dados. O prognóstico do número de usuários do serviço é tão grande que a Apple vai tomar uma medida radical.

A maçã está planejamento usar datacenters de concorrentes para fazer o armazenamento de dados do ICloud. A Apple está em tratativas com a Microsoft e a Amazon para utilizar os centros de processamento de dados Azure e AWS. Isto é feito por causa do temor que aconteçam erros por causa do excesso de dados que devem ser armazenados pelo ICloud. O datacenter da Apple não vai armazenar os arquivos dos usuários por enquanto. Apenas vai cuidar dos dados.

Há alguns elementos que quem trabalha com serviços de hospedagem deve observar nesta relação. A primeira é em relação ao uso dos datacenters. O Dicas de Hospedagem mostrou na série que fez sobre os maiores datacenters do mundo toda as estrutura do Datacenter da Microsoft. A terceirização do trabalho da Apple mostra o quanto o local é respeitado no mercado de hospedagem de dados. Outra questão é que o Cloud Computing ganha espaço no mercado (e está cada vez mais perto do seu site).

Veja um breve resumo sobre os três datacenters que vão hospedar dados do ICloud.

Datacenter Apple: A Apple construiu uma infraestrutura gigantesca para dar conta de hospedar os dados do ICloud e de outros serviços da empresa. São mais de mil metros quadrados na Carolina do Norte. O investimento no local foi de 1 bilhão de dólares. Mesmo assim a empresa tem se prevenido e resolveu contratar serviços terceirizados para não acontecer problemas com a hospedagem de dados, tal como aconteceu com o serviço MobileMe em 2008.

Datacenter Microsoft: Não se sabe ainda qual datacenter a Microsoft vai ceder para hospedar os dados do ICloud (já que a negociação acontece em segredo). Porém, há grandes chances de ser o datacenter de Chicago. O local trabalha com a hospedagem de outro serviço de computação em nuvem: o Azure. O trabalho com o ICloud vai aumentar o Know-how do local que custou nada menos do que 500 milhões de dólares.

Datacenter Amazon: Para não ficar dependendo apenas da Microsoft (concorrente direta), a Apple vai contar com os serviços da Amazon. O datacenter que a AWS (ramificação de hospedagens da Amazon) deve utilizar é o localizado em Oregon. O local custou 100 milhões de dólares para empresa e tem capacidade de ajudar a Apple a hospedar os dados do ICloud.

Com tantas gigantes trabalhando em conjunto, a chance de acontecer algo errado com os dados do ICloud é mínima.



Você também vai gostar de:

Share This