web analytics

Hospedagem de sites em 2015

Basicamente, as melhores empresas de hospedagem devem possuir duas características: qualidade e preço competitivo. Dentro da qualidade, estão inclusas desde a estabilidade dos servidores até serviços que envolvem o suporte e auxílio com eventuais problemas. Quanto ao preço, é inegável a propensão a oferecer condições facilitadas, promoções e valores acessíveis para maior captação de clientes.

Se todas as empresas que sobrevivem no mercado de hospedagem de sites possuem essas duas características, o que devo fazer para me sobressair? Qual rumo minha empresa deve tomar para se destacar diante da forte concorrência?

É sobre isso que falaremos na publicação de hoje.

 

O desenvolvimento da hospedagem nas últimas décadas

Nos últimos anos, o mercado deixou de ser dominado apenas pelas grandes empresas de hospedagem, passando a ter participação também de empresas menores que, com seus preços atrativos, vão pouco a pouco conquistando seu nicho no mercado.

O problema com a garantia do menor preço é o desempenho – nem sempre é possível cobrar uma taxa baixa por uma alta performance. Isso afetou diretamente a qualidade dos serviços de diversas empresas, o que refletiu diretamente nos usuários e acabou por gerar um consumidor mais crítico e atento.

Com essa demanda de mercado pela empresa de hospedagem ideal, o ano de 2014 foi marcado pelo surgimento de diversos sites especializados nessa temática com o intuito de analisar os serviços e condições das empresas que atualmente brigam pela hegemonia de mercado. Isso é, inclusive, um dos assuntos que abordamos aqui no Dicas de Hospedagem.

Obter boas análises e referências para clientes tornou-se vital. Para isso, as empresas passaram a oferecer pacotes mais completos, envolvendo desde a criação do design até a manutenção de códigos html e desenvolvimento de SEO. Uma propaganda em torno disso também tem se tornado cada vez mais comum.

Mas e quanto ao ano de 2015? Quais são as tendências para esse ano que mal começou e já se vê afetado pelas constantes falhas de segurança em grandes servidores?

 

Quais os aspectos que devem ser explorados em 2015?

Uma das tendências envolve a criação de URLs variadas. Antigamente, conseguir um domínio .com ou .com.br era sinônimo de prestígio, e outras URLs com terminações .net ou .org eram depreciadas pelos consumidores.

Isso tem mudado cada vez mais e, em 2015, vemos terminações cada vez mais regionais aparecendo no mercado. É comum ver um site fugindo do modelo que se inicia com o www e finaliza com o .com para ter apenas um .NovaYork como terminação. Ou então .Vegas. Nada impede que uma terminação como essa seja colocada em prática, muito pelo contrário – ela dá um aspecto de regionalidade, ou seja, sua empresa e seu site estão prontos para atender a sua comunidade e, antes de alçarem vôos maiores, tentarão conquistar mercado num nível inferior, porém vital para qualquer empresa em desenvolvimento.

Outro ponto interessante é o mobile friendly, ou seja, o desenvolvimento de um site responsivo, que se adapta aos dispositivos móveis. É válido lembrar que, cada vez mais, os usuários têm acessos a Internet com smartphones e tablets, e possuir uma versão mível para sua página é vital. Caso contrário, toda a navegação pode ser prejudicada com barras de rolagem desnecessárias e o mau posicionamento de elementos da página no site.

Para facilitar a vida dos nossos visitantes, fizemos um levantamento das tendências de 2015 e organizamos uma lista. Com ela, é possível definir suas estratégias de marketing para os próximos meses e, com isso, conquistar novos clientes.

  • Oferecer planos variados e flexíveis que se adaptam às necessidades da empresa.
  • Focar na qualidade do serviço, mas pensar num preço justo e que seja atrativo ao cliente.
  • Oferecer o suporte necessário para sites desenvolvidos por sua empresa.
  • Conseguir boas revisões e análises de sites especializados para conquistar a confiança dos clientes.
  • Oferecer terminações variadas de URLs.
  • Focar na segurança, já que grandes servidores foram alvos de ataques que prejudicaram suas barreiras até então impenetráveis – o Google até passou a considerar a segurança dos sites como fator determinante de SEO.
  • Continuar praticando o marketing de conteúdo.
  • Auxiliar no desenvolvimento do site, inclusive na criação de uma versão responsiva do mesmo.

É óbvio que todos esses pontos podem variar de cliente para cliente, ou seja, um determinado cliente pode precisar mais de um site responsivo enquanto outro tem dificuldade em desenvolver seu SEO. É preciso identificar a demanda do cliente e, com isso, oferecer o pacote de hospedagem que melhor atende suas necessidades.

Permaneça ligado no Dicas de Hospedagem para mais informações sobre hospedagens de sites e suas tendências!



Você também vai gostar de:

Share This