web analytics

Marketing de Conteúdo

Nós sempre falamos sobre marketing de conteúdo – a maneira mais eficiente de engajar seu público e tornar cada um dos visitantes em seguidores fiéis da sua página e, consequentemente, do seu negócio.

Trazer conteúdo para uma audiência ávida por informação é sempre uma boa maneira de chamar a atenção e se destacar entre as diversas empresas que, inevitavelmente, comercializam produtos e serviços similares ao seu. Entretanto, é necessário lembrar que o objetivo dessa prática também é a venda – a transformação do compartilhamento de informação em prestação de serviço.

Para tal, muitas pessoas pensam em promover seu próprio negócio através das publicações no blog da empresa ou no espaço para notícias do site. Isso pode ser interessante, porém devemos lembrar que o público que você conquistou está acostumado a apenas acessar postagens informativas no seu site. Logo, se você aparece repentinamente divulgando alguma empresa, produto ou serviço, pode ser que os visitantes voltem-se contra você.

Isso é bem comum no perfil do consumidor de hoje. Ninguém gosta de se sentir manipulado ou coagido a tomar uma ação. Note que expressões como “compre!”, “procure!”, “confira!” e “veja!” tem sido cada vez menos usadas. É preciso agregar valor à marca, e isso deve ser feito com o devido cuidado.

Sendo assim, dedicaremos a publicação de hoje para compartilhar algumas maneiras de manter o publico engajado e, ainda assim, divulgar algum conteúdo com fins comerciais.

Conte uma história.

Quando você posta uma notícia, está contando uma história. O que aconteceu até aquele ponto? O que a notícia representa? Quais serão as consequências dela para as pessoas? Apresentar qualquer tipo de conteúdo de maneira impessoal pode afastar sua audiência – e isso pode ser ainda mais prejudicial quando se trata de um produto ou serviço.

Crie uma história sobre a marca. Compartilhe o desenvolvimento do produto, ou então a ideia que gerou o serviço que está sendo divulgado. Explique qual era o público-alvo e quais foram as dificuldades e percalços no caminho. As pessoas se envolvem com histórias – quem criou o produto, a situação que gerou o serviço, o grupo de pessoas que, juntas, desenvolveram a marca. Compartilhe com o público o que considerar válido no processo de criação. Isso, com certeza, manterá as pessoas pelo menos interessadas.

Mas apenas isso não basta. Se você está contando uma história, deve explicar porquê aquela história está sendo contada; porque ela merece estar ali, ocupando um lugar em seu blog ou site. Uma maneira interessante de fazê-lo é compartilhando uma experiência pessoal. Se você já consumiu o produto que está divulgado, conte como foi para você. Se o serviço foi criado por você, explique o que estava pensando no momento e o que você objetiva com ele.

E, mais importante, mostre que aquilo está de acordo com o que você acredita, com sua ideologia. Assim, você mostra que não está sendo mais um “vendido”.

Agregando valor.

Você já contou uma história e compartilhou uma experiência pessoal – sua ou de terceiros – sobre o que está sendo divulgado. Agora, é necessário agregar valor ao produto ou serviço; explicar, de maneira clara, porque aquilo deve ser adquirido pelos consumidores.

Algo que deve ser terminantemente evitado são os jargões de marketing. Deixe a faceta “técnica de venda” de lado. Ninguém será convencido a consumir algo porque você usou as palavras certas dentro da “ciência” que o marketing se tornou; como já dissemos, as pessoas se envolvem com boas histórias e experiências. Logo, permita-se deixar a propaganda marqueteira para as Casas Bahia ou para o Wal-Mart.

Ao invés de tudo isso, utilize o seu conhecimento sobre sua audiência, seus seguidores, seu público, e aplique suas respectivas necessidades dentro do escopo do produto ou serviço. Compare-as com as experiências pessoais que você compartilhou anteriormente, e você terá um argumento convincente e justo a seu favor.

Outra maneira interessante e até ousada de agregar valor é com a honestidade. Você vai ter criado uma história, envolvido os leitores com experiências pessoais, agregado valor ao produto ou serviço, mas não tente esconder o fato de que o objetivo é vender algo. Não engane o público de seu site, pois isso é facilmente percebido e dificilmente um usuário volta a acessar uma página depois de passar por uma situação como essa. Utilize essa mesma dose de honestidade nos comentários, quando for interagir diretamente com o público.

Está na dúvida de como fazer isso? Uma dica: deixe claro que o propósito da publicação é a divulgação de um produto ou serviço, explique que a empresa depende disso para continuar funcionando e, por fim, esclareça que os consumidores tem a liberdade de escolher se aquilo atende ou não suas necessidades. Não tem como ser mais honesto do que isso, e ao invés de afastar sua audiência, você se aproximará dela – as pessoas, afinal, compreendem que uma empresa precisa lucrar para continuar na ativa. O problema está no “como” lucrar.

Você conhece outros modos orgânicos de divulgação de uma marca, um produto ou um serviço para o público? Compartilhe-os com a comunidade do Dicas de Hospedagem através dos comentários!



Você também vai gostar de:

Share This