web analytics

Como melhorar a usabilidade do seu site e ganhar algumas posições no Google?

É inevitável e constante: a manutenção de um site deve ser realizada a fim de encontrar o que está errado, consertar e, com isso, melhorá-lo. Se essa análise não é feita regularmente, seu tráfego pode ser afetado, o que prejudica seu SEO e faz o site despencar no ranking dos principais buscadores.

Já falamos sobre diversos plugins e ferramentas que podem ajudar com seu SEO. Todos eles são válidos e, em alguns casos, essenciais. Entretanto, se o problema estiver com a maneira em que seu site está organizado, nenhum desses artifícios trará o retorno esperado.

Sendo assim, listaremos aqui os cinco problemas mais comuns dos websites. São contratempos que podem prejudicar desde o blog mais simples até as grandes páginas corporativas. Será que seu site não sofre com algum desses problemas? Será que seus usuários conseguem explorar seu site de forma simples e clara?

 

Como melhora a usabilidade do seu site?

 

 

1 – Navegações em diversos níveis

 

Esse tipo de navegação pode ser um pouco irritante e tem o potencial de atrapalhar toda a experiência de navegação. Uma barra de menus que dá origem a outra barra, e outra, e mais uma… Com a navegação em vários níveis, é preciso ter um controle muito preciso do mouse, já que, com um movimento em falso, todas as barras podem desaparecer.

 

Como consertar isso? Que tal seu site possuir uma única barra de menus? Nela, todas as opções estariam disponíveis e a busca do usuário seria facilitada. Os links disponíveis na barra de menus levariam para outras páginas do site. Se há mesmo a necessidade de categorizar ainda mais o site, as novas páginas poderiam conter os links ao invés de disponibilizá-los na barra de menus. Acredite, essa medida simples pode render um feedback positivo de seus visitantes.

 

 

2 – Categorias confusas

 

O problema de categorizar muito o website é que ele pode ficar confuso. Por mais que as categorias façam sentido para você, talvez elas não sejam tão simples para o usuário, que pode perder muito tempo para encontrar o produto ou serviço que procura – isso se ele não desistir da busca antes de completa-la, algo que acontece com certa frequência. Lembre-se que há diversos outros sites que podem oferecer o mesmo que você oferece.

Como consertar isso? Seja um pouco mais abrangente nas categorias. Junte produtos e serviços semelhantes numa única categoria e não seja tão criterioso para separá-los. Por mais que isso pareça arriscado, o cliente terá uma listagem muito mais abrangente do que seu site oferece – e o melhor, com menos cliques.

 

 

3 – Busca interna

 

Muitos usuários utilizam a área de busca do site ao invés de simplesmente navegar por todas as categorias do mesmo. Esse é um jeito simples e rápido de acessar rapidamente aquilo que estamos procurando… Ou talvez não? Muitas vezes, os resultados das pesquisas realizadas pela busca interna podem não ter relação alguma com o que o usuário procurava. Isso pode ser tão prejudicial para o site quanto às categorias confusas que mencionamos no item acima. Se o usuário não conseguir encontrar o produto ou serviço desejado, as chances de ele deixar o site e não voltar a acessá-lo são quase certas.

Como consertar isso? Em suma, a busca deve considerar possíveis erros de digitação. Além disso, a janela da busca deve ser longa para que o usuário enxergue todo o termo que digitou. Os resultados devem ter alguma relação com o termo pesquisado e a ordem em que são exibidos deve ser preferencialmente de relevância.

 

 

4 – Links

 

Já dissemos que a linkagem interna colabora com seu SEO. É preciso apenas se certificar de que seus links se pareçam com links. Muitas vezes, o desejo de inovar no design é tanto que os links deixam de ter a aparência clássica – sublinhado e com cor de fonte diferente do texto padrão.

Como consertar isso? Lembre-se de que os links devem estar visíveis para que os usuários saibam que podem clicar neles. Isso colabora com a organização do site, o que evita que os visitantes deixem de acessar a página. Verifique também os links quebrados! Eles passam uma imagem amadora e nada positiva para o website.

 

 

5 – Motive seus visitantes!

 

Deixamos o problema mais sério para o final – e acredite, é sim o mais sério! De nada adianta trabalhar na aparência e na organização do site se ele for entediante. Os usuários devem se identificar com ele. Por isso, é importante dedicar-se ao conteúdo!

Como consertar isso? Procure destacar-se com um conteúdo diferenciado, mas não deixe de prestar atenção nas demandas de sua audiência! São elas que definem a direção que você e o site devem tomar.

No fim das contas, o interessante é sempre ver outras pessoas acessando seu site e monitorar suas reações. É através delas que conseguimos uma segunda opinião para analisar o que deve ser mantido e o que deve ser modificado e, com isso, ganhar algumas posições no Google!

 



Você também vai gostar de:

Share This