web analytics

No segundo artigo da nossa série especial de como abrir um e-commerce vamos mostrar como você coloca as mãos à obra. Após você fazer os procedimentos da primeira parte da nossa série, (escolher o nicho de mercado e qual vai ser o nome do site) chega a hora de registrar o domínio, escolher a hospedagem de site, plano que você vai contratar, CMS (sistema de gerenciamento de site) e também definir como vai ser a estrutura do seu e-commerce.

Tendo anotadas diversas sugestões de nome de site que você tenha, chega a hora de registrar. Você pode entrar no site http://registro.br e testar se a ideia de nome do seu site já está registrado. Importante, verifique apenas os domínios com final .com.br. No máximo, sites com final .net.br ou org.br (entenda porque neste post do DdH). Quando você encontrar o seu nome de site ideal (às vezes é mais difícil do que se imagina) chega a hora de escolher o serviço de hospedagem.

Quem acompanha o Dicas de Hospedagem já sabe que temos um ranking que indica quais são os melhores serviços de hospedagem de site disponíveis para o público brasileiro. Pesquisar as opções do ranking é uma saída muito interessante para quem deseja ver qual é o serviço que mais se encaixa nos eu perfil. Veja também quais são os planos que mais lhe atraem. Não esqueça que quanto maior o tempo de plano que você contratar, mais desconto vai receber (veja um pouco mais sobre isto aqui).

Definir como vai ser a estrutura da sua página na internet é um dos passos mais importantes para conseguir sucesso com seu e-commerce. A estrutura vai variar de acordo com o seu tipo de negócio. Se trabalha com produtos, vai precisar de um menu na página principal com as categorias de produtos. Uma vitrine com fotos também é algo recomendado para quem trabalha com a venda de produtos. Outros itens que você deve ter em um e-commerce: formulário de contato, de pagamento e blog corporativo.

Para conseguir colocar tudo o que você planeja no seu site, vai necessitar escolher o CMS (ou seja, a plataforma que você vai usar no seu e-commerce) adequado. Para e-commerce, as principais opções utilizadas são o Magento e o Drupal. Para o blog do seu e-commerce (saiba que é importantíssimo ter um blog corporativo e explicaremos isto mais para frente) você pode usar o WordPress (veja nesta postagem as vantagens de usar este CMS).

Com tudo em ordem, chega a hora de colocar o seu site no ar. Mas este é apenas o início de um árduo trabalho. Na próxima postagem da nossa série de como montar o seu e-commerce vamos explicar como você vai divulgar o seu site na internet. Afinal, se os seus clientes não derem atenção para o que você oferece em relação a produtos e serviços, você não conseguirá vender nada. Por isso, continue acompanhando o Dicas de Hospedagem e até o próximo artigo.



Você também vai gostar de:

Share This