web analytics

Esta é uma situação relativamente freqüente para proprietários de hosts: o cliente compra (ou ganha) o domínio, paga com regularidade as mensalidades da hospedagem, coloca o site ou blog no ar e começa a ganhar tráfego.

Os meses passam, o fôlego inicial igualmente, e chega a hora em que o cliente outrora fiel anuncia o cancelamento do serviço. Surpreendentemente, ele não deseja alterar os servidores DNS do domínio ou retirar o site do ar: apenas não deseja mais lidar com ele.

A maioria dos proprietários de hosts mais prudentes não vai cancelar a conta imediatamente. E nem é recomendável que se faça isso – há um certo histórico de retorno de clientes nessa indústria, mesmo que o índice seja baixíssimo. É recomendável manter a conta por pelo menos um mês completo até encerrá-la de fato (o backup do site você pode entregar no ato do cancelamento, naturalmente, e as senhas devem ser devidamente resetadas também – e-mails, contas de FTP, acesso do painel de controle, etc.).

O que vamos propor como estratégia, a seguir, é algo negligenciado por todos os serviços de hosting, mesmo os maiores. Consiste no seguinte:

– experimente aumentar o tempo de ‘prova’ da conta cancelada do cliente para 90 dias, ao invés de apenas 30. Para que isso não signifique espaço morto em seu servidor, modifique a cota de espaço em disco para apenas o suficiente para acomodar o site o blog em seu estado atual;

– após os primeiros 30 dias de espera pelo possível retorno do cliente, cheque as estatísticas de acesso e consumo de bandwidth (algo que pode ser feito facilmente através do WHM, por exemplo).

– se a conta em questão ainda estiver recebendo tráfego (ao menos algumas dezenas de visitantes por dia), considere não apagá-la. Ao invés disso, planeje um modo não-obtrusivo de inserir uma mensagem de patrocínio do seu serviço. Algo como ‘Este site/blog é hospedado por cortesia da HostXYZ’. A nota de patrocínio fica perfeita no rodapé, ou em uma faixa discreta no topo do site;

– novamente: nada obtrusivo. O objetivo não é fazer publicidade direta, mas conseguir um bom link direcionado à página inicial do seu serviço. Como dissemos antes, backlinks são profundamente importantes em sua estratégia de SEO, e um link como esse, embora provavelmente não venha de um domínio com PageRank alto, tem mais qualidade que a maioria das ‘campanhas’ que você faria comentando em dezenas de blogs.

Feito. Em pouco tempo, você transformará os sites-fantasmas em algo de valor para sua marca. Alguns serviços de hospedagem gostam de tirar o site do ar e colocar um anúncio gigante da empresa, que orgulhosa e caridosamente hospeda o domínio. Mas isto não traz nenhum valor ao referido domínio, que provavelmente sairá do índice dos buscadores em pouco tempo (provavelmente por conteúdo duplicado), fazendo com que perca todo o valor em termos de PageRank e backlinks já construídos.

Talvez sua última objeção seja que, se os sites-fantasma estão hospedados no mesmo servidor da sua página inicial, então todos os backlinks virão de um mesmo IP Classe-C. Entretanto, em termos de SEO esses links ainda têm enorme utilidade: se mesmo backlinks internos (cross-linking, internal deeplinking e outras estratégias) têm seu valor, então você não pode se dar ao luxo de dispensar backlinks em domínios diferentes apenas por estarem em IPs relacionados.

[Trecho da versão brasileira do ‘Webhosting Business Profit Formula’, da divisão internacional do Dicas de Hospedagem]



Você também vai gostar de:

Share This