web analytics

Cadastro para domínios do Google

Quando se pensa no Google, é impossível não pensar em pioneirismo e na referência da empresa no mercado digital. Não só ditando as regras da maneira como fazemos as buscas na web, o Google também possui sua própria rede social e uma variedade gigantesca de produtos e serviços para os mais variados públicos e necessidades.

Curiosamente, porém, o Google não vende domínios. Ou não vendia.

 

 

Bem vindo, Google Domains!

 

Disponível oficialmente desde o dia 13/01 para o público em geral nos Estados Unidos, o Google deu o pontapé inicial ao seu serviço de venda de domínios. O Google Domains – que até poucos meses permitia apenas usuários convidados e empresas selecionadas – possibilita a compra, venda e transferência de domínios.

E, como sempre, a empresa já mostra um diferencial no serviço, mesmo ainda estando em seus primeiros dias de atividade: é permitida a escolha da terminação ideal para sua empresa. Acredite, uma infinidade de terminações já está disponível e pode ser adquirida quando o usuário quiser.

Para facilitar a vida de todos nós, o Google já disponibilizou uma lista com as terminações disponíveis no momento. Ao todo, são sessenta!

 

 

Mais sobre o serviço.

 

Como já falamos acima, o Google Domains permite a compra, venda e transferência de domínios, e diversas terminações estão disponíveis para que o usuário escolha a que mais combina com o ramo de sua empresa ou o tema de seu site.

Mas tem mais! O Google já fechou parcerias com empresas especializadas em criação de sites, como o Squarespace, o Weebly e o Wix. Com o pagamento de uma taxa, o usuário pode construir seu site com o auxílio do Google Domains.

O gasto anual do Google Domains é de $12, podendo variar para mais dependendo dos serviços contratados por cada usuário. Nisso, estão inclusos também registros privativos, encaminhamento de e-mails para uma conta do Gmail, redirecionamento de páginas e a possibilidade de criar subdomínios. Além disso, o usuário pode criar até cem contas de e-mail para um mesmo domínio.

Quanto ao suporte, estão disponíveis um chat para conversar em tempo real com a equipe do Google Domains, um número de telefone e um e-mail – e nenhum desses serviços é cobrado a parte. A possibilidade de fechar um acordo com um registro de maior tempo (até dez anos) é outro diferencial. Futuramente, espera-se a integração do Domains com outros serviços do Google, como os apps.

O serviço ainda não está disponível para quem não reside nos Estados Unidos, mas espera-se que essa situação mude dentro dos próximos meses. É possível até se registrar para que o Google te notifique quando o Domains estiver disponível em seu país.

Não é difícil de imaginar o Google Domains chegando ao Brasil logo mais. Qual será o impacto de mais esse serviço do Google no mercado brasileiro? Você acredita que as empresas nacionais precisarão adaptar a maneira com que vendem e divulgam seus serviços e produtos para combaterem a gigante da Internet?

Não deixe de participar do Dicas de Hospedagem através da seção de comentários!



Você também vai gostar de:

Share This